Mieth MadeirasBlumen Platz Center - Outubro de 2015Água KangenInstituto Federal Farroupilha
Por Donato Heinen. Publicado em 24/03/2020

Notas e Apartes 1.346

Coluna publicada no jornal Gazeta Regional de 25-3-20


De Gainesville, Flórida, EUA

Coronavírus – O assunto dominante na mídia do mundo inteiro é o COVID-19. Praticamente não se fala em outra coisa. O vírus é contagioso? Sim. É preciso tomar cuidado? Sim. Mas entendo que há exagero em algumas medidas tomadas. O médico e deputado federal Osmar Terra é uma das poucas autoridades que está contestando uma série de ações que estão sendo implantadas no país. Tem até gente estocando comida. Parece que o mundo vai acabar amanhã.

Ações – O que precisa ser feito é tomar medidas práticas para atender os possíveis pacientes do vírus chinês. Como instalar e equipar hospitais de campanha e outras ações que contribuam para efetivamente aumentar a capacidade de combater a doença.

Isolamento social – Vários especialistas entendem que o isolamento social é uma medida necessária para desacelerar a difusão da doença. Mas acredito que ele não precisa ser drástico e abranger todas as faixas etárias. Poderia se limitar aos idosos, portadores de doenças crônicas e outras pessoas com baixa imunidade.

  Economia – Médicos são formados para salvar vidas. De um modo geral, entendem pouco de economia. O que precisa ser debatido e esclarecido é se a dose do “remédio” - o isolamento geral e a interrupção das atividades econômicas, no caso -, não serão piores do que as possíveis mortes pelo COVID-19. Para resolver um problema (vírus), estão criando outro muito maior. Desculpe quem pensa o contrário, mas o pânico está impedindo muitas pessoas de raciocinarem corretamente.

Mídia – Grande parte da mídia mundial está comprometida com a propagação das teses comunistas. Mas fico espantado ao ver muitos colegas de imprensa que, em nome do politicamente correto, servem de inocentes úteis na veiculação de informações que estão aterrorizando e apavorando a população sobre o coronavírus. E não se apercebem disso.

  Pânico - O pânico difundido pode ter consequências piores que o vírus. Com o pânico, bate o desespero e a imunidade deixa essas pessoas ainda mais vulneráveis à doença. E a recessão vai gerar desemprego e causar danos ainda maiores. Já tem muita gente mais preocupada com a perda do emprego do que com a doença. E com razão.

Hiena – Na zoologia, mamífero carnívoro da família dos Hienídeos. No sentido figurado, pessoa cruel e traiçoeira. Em tempos de coronavírus, vemos as hienas políticas da comunistalha rindo em seu íntimo. Afinal, apostam no quanto pior, melhor. Na eterna batalha do comunismo tentando alastrar seus tentáculos mundo afora, acreditam que vão faturar dividendos políticos. Enfraquecer o governo é o sonho para conquistar o poder.

China – Quem é razoavelmente informado já percebeu o que está por trás dessa histeria coletiva que tomou conta de grande parte da população mundial. A ditadura do Partido Comunista Chinês negou a existência e depois demorou no combate ao novo vírus, identificado já em novembro de 2019. Por isso, virou pandemia. E tem ingênuos que agradecem aos chineses por terem conseguido controlar a doença em seu território.

Raposas – O Partido Comunista Chinês é um dos cânceres do mundo. E alastra silenciosamente seus tentáculos. Os comunistas conseguiram enganar até as mais curtidas raposas da política e da economia do Ocidente com o novo coronavírus. Como o presidente Donald Trump e economistas de Wall Street, entre outros.

    Donato Heinen

 
Representações BirckRepresentações Birck - 1 Filtros EuropaCotrio - Logomarca
Cotrio - LogomarcaFiltros EuropaRepresentações Birck - 1 Representações Birck