Mieth MadeirasBlumen Platz Center - Outubro de 2015Água Kangen
Por Donato Heinen. Publicado em 22/07/2020

Notas e Apartes nº 1.363

Coluna publicada no jornal Gazeta Regional de 22-7-20


Tese – Estou propondo uma tese que, em princípio, pode parecer esdrúxula. Mas, se avaliada a fundo, pode se mostrar interessante. Nunca saberemos o resultado que teríamos, já que não foi aplicada. E nem será, pois iria contrariar um dos princípios do presidente. É sabido que a grande imprensa, capitaneada pela Globo, não noticiava a maior parte da roubalheira que ocorria nos governos anteriores. Tudo graças a generosas verbas de publicidade pagas com dinheiro público. Como o presidente Bolsonaro cortou esses repasses, grande parte da mídia só fala mal do governo 24 horas por dia. Especialmente em tempos de covid-19.

Um bilhão – Suponhamos que Bolsonaro tivesse destinado um bilhão de reais em publicidade à Globo em 2020. Parece muito dinheiro. Mas nesse caso não seria. A Globo estaria mostrando o lado positivo do governo, os milhares de curados do covid-19 com o uso de hidroxicloroquina, as centenas de obras já realizadas etc. Por outro lado, faria reportagens investigativas sobre os bilhões de reais do dinheiro da saúde desviados por governadores e prefeitos. Também noticiaria que o fechamento de muitos setores do comércio, indústria e serviços é inócuo, evitando que milhões de trabalhadores ficassem desempregados e centenas de milhares de empresas fechassem. Esse um bilhão investido em publicidade na Globo certamente evitaria que CENTENAS DE BILHÕES de reais deixassem de ser arrecadados em impostos.

Laboratório – Pesquisa do Sistema de Saúde Henry Ford, dos EUA, mostrou resultados positivos sobre o uso da hidroxicloroquina no tratamento do covid-19. O grupo testado teve a taxa de mortalidade reduzida pela metade. Foram avaliados 2.541 pacientes. A pesquisa revelou que 26% do grupo que não usou o medicamento morreram. Já a taxa de mortalidade daqueles que usaram a hidroxicloroquina foi de 13%.

Roberto Jefferson – O ex-deputado do PTB está bastante ativo nas redes sociais e em veículos de comunicação na internet. Segundo ele, as críticas ferrenhas de parlamentares e da grande imprensa contra o governo federal se devem à abstinência de verbas públicas – corrupção, pra ser mais claro. Dinheiro é como cocaína. A sua falta leva essa gente a cometer loucuras. Jefferson faz uma analogia: “Não crie corvo. Ele vai comer seus olhos”.

Escândalo – Há pouco mais de um mês, numa sexta-feira à noite, ocorreu uma aglomeração de jovens em um posto de combustíveis de Santo Cristo. Foi um verdadeiro escândalo nas redes sociais. Quase um Apocalipse. Tudo porque eles estavam sem máscara e, por isso, expostos ao novo coronavírus. Teve até gente fazendo campanha pra que as pessoas não mais abastecessem naquele posto. O perigo foi tão grande que não tivemos sequer um caso de covid-19 em decorrência desse evento. Além disso, no caso dos jovens, a doença é facilmente curável. A grande imprensa e muitas pessoas do povo continuam incutindo o medo na população. É claro que precisamos tomar cuidados. Mas o exagero traz pânico às pessoas.

Aulas – A maioria das escolas ministra aulas via internet devido à pandemia. Não entendo como as escolas não estão realizando aulas presenciais em sistema de revezamento. Metade dos alunos num dia, outra metade no outro. Com o devido distanciamento e demais cuidados, claro. Ganharíamos tempo e teríamos uma qualidade de ensino muito melhor.

Perdão – “É hora de perdoar o PT”, escreveu o colunista Ascânio Seleme no jornal o Globo. Quem te viu, quem te vê, Globo! Além de esconder as maracutaias de Lula e demais corruptos do PT e de outros partidos ao longo de muitos anos, o grupo Globo propõe que o PT seja perdoado. O jornalista diz que os petistas “amadureceram”. E você, leitor, acredita nisso?

Donato Heinen 

 
Representações BirckRepresentações Birck - 1 Filtros EuropaCotrio - Logomarca
Cotrio - LogomarcaFiltros EuropaRepresentações Birck - 1 Representações Birck