Mieth MadeirasBlumen Platz Center - Outubro de 2015Água KangenInstituto Federal Farroupilha
Por Donato Heinen. Publicado em 11/11/2020

Notas e Apartes nº 1.379

Coluna publicada no jornal Gazeta Regional de 11-11-20


Eleição nos EUA – O último dia 3 marcou a data da eleição mais importante já vista no Mundo, embora mais de cem milhões de eleitores tivessem antecipado seu voto. E a pandemia do novo coronavírus serviu de desculpa para que tribunais de vários estados alterassem as regras eleitorais sem o aval dos respectivos legislativos. Com isso, os mal intencionados aproveitaram pra cometer uma série de ilegalidades que podem ter influído diretamente no resultado final do pleito. Especialmente na votação pelo correio. E isso é péssimo para a maior e mais antiga democracia do planeta.

Fraudes – As acusações de fraudes estão aí para quem quiser ver. Basta se informar na mídia alternativa, não comprometida com as falcatruas. Os escândalos são muitos e certamente serão apurados nos foros competentes. Quem impede o acesso da fiscalização durante o pleito e quem permite que centenas de milhares de votos sejam computados mesmo após o término do prazo legal de votação, como ocorreu em vários estados, certamente tem algo a esconder. E coisa boa não é.

Recontagem – Nos EUA, não há uma Justiça Eleitoral como no Brasil. Cada Estado tem relativa autonomia para estabelecer as normas eleitorais. Assim, em determinados estados a lei prevê recontagem automática e em outros ela pode ser requerida pelos candidatos. Tudo depende da diferença de votos. No condado de Antrin, Michigan, por exemplo, o resultado apresentou inicialmente 62% dos votos para Biden. Após a recontagem, se verificou que 56% votaram em Trump, ante apenas 42% de eleitores de Biden. Uma funcionária do condado disse que “o problema parecia ser uma combinação de uma falha de software e um erro humano”. Dá pra imaginar em quantos condados o mesmo “erro” deve ter ocorrido.

China – Joseph Biden – vulgo Joe – se autoproclamou presidente eleito dos EUA no sábado. Mas o pleito está longe de estar no fim devido às inúmeras acusações de fraudes praticadas pelo Partido Democrata. A decisão final, possivelmente, será da Suprema Corte, formada por 9 juízes. Biden está praticamente senil e muitas vezes suas falas são totalmente desconexas. Além disso, ele e um de seus filhos estariam nas mãos do Partido Comunista Chinês – PCC, por inúmeras ilegalidades que são acusados de cometer.

Reconhecimento – Aconselha a prudência que o reconhecimento de um governante eleito seja feito só depois de conhecido o resultado oficial. Por isso, Jair Bolsonaro ainda não se manifestou quanto a eleição nos EUA. Além dele, os presidentes do México, Rússia, China, entre outros, também ainda não se manifestaram. Já a maior parte da mídia e da esquerdalha brasileira, sul-americana e mundial, correu para reconhecer Biden como presidente antes da confirmação. Ele pode até vir a ser o presidente, mas ainda não é. O pleito está sub judice e a eleição pelo Colégio Eleitoral ocorre somente em 14 de dezembro.

Inter – Como pode um time medíocre, lento e ineficiente como o do Inter ainda ocupar o primeiro lugar no Brasileiro? Acho que não existe no Mundo uma equipe que pratica um futebol tão irritante como a do Colorado. Com centenas de passes laterais e recuos para o goleiro. Já o Grêmio vem se recuperando. Se ganhar o jogo atrasado, o Tricolor fica e míseros três pontos do Inter.

Coudet – O técnico do Inter deixou o clube e foi pra Espanha treinar um time que luta pra não ser rebaixado. A única explicação que encontro pra ele sair nessa hora é financeira. Deve receber uma grana preta do Celta de Vigo e promessas de reforços pra equipe.

Donato Heinen

 
Representações BirckRepresentações Birck - 1 Filtros EuropaCotrio - Logomarca
Cotrio - LogomarcaFiltros EuropaRepresentações Birck - 1 Representações Birck