Mieth MadeirasBlumen Platz Center - Outubro de 2015Diel & Werlang advogados
Por Donato Heinen. Publicado em 13/09/2022

Notas e Apartes nº 1.475

Coluna publicada no jornal Gazeta Regional de 14-9-22

 

Pacíficas – As manifestações foram democráticas e pacíficas em todo país, sem arruaças, sem destruição de patrimônio público ou privado, sem uma lixeira quebrada sequer. Famílias foram às ruas aos milhões mesmo com a velha mídia e a Justiça alardeando aos quatro ventos que as mobilizações seriam violentas, querendo com isso assustar as pessoas para que não fossem. O ministro do STF Luís Roberto Barroso chegou ao absurdo de dizer que o Sete de Setembro iria mostrar o tamanho do fascismo no Brasil.

Pesquisa – Segundo a última pesquisa do DataFolha, Lula “subiu pra baixo” e Bolsonaro “caiu pra cima” nos índices de intenções de votos para presidente da República. Por outro lado, apesar de Lula liderar as pesquisas para substituir a rainha Elizabeth II, Charles III assumiu como novo rei do Reino Unido.

Aberrações – O número de declarações absurdas feitas por Lula nos últimos meses parece não ter limites. Em comício na cidade de Volta Redonda (RJ), realizado no dia 8, ele disse que o “palanque de 7 de Setembro em Copacabana parecia a ‘Cuzcuz Klan’. Não tinha negro, não tinha pardo, não tinha pobre, trabalhador”. Ele se referia ao movimento racista e antissemita Ku Klux Klan, criado nos EUA no século 19. Uma agressão gratuita a milhões de brasileiros, que ele próprio sabe que não é verdadeira. “Tal conduta afigura-se nos crimes tipificados nos artigos 323 e 325 do Código Eleitoral”, diz um grupo de advogados que ingressou com queixa-crime contra o petista. Que não vai dar em nada. Afinal, ele tudo pode.

Detalhe – O partido do candidato eleito pelo DataFoice disse que não pretende mais fazer megacomícios. O que é perfeitamente compreensível. Afinal, pra isso ser possível falta um pequeno detalhe: público.

Importância – No dia 2 de outubro nós teremos as eleições mais importantes da História do Brasil e uma das mais importantes do mundo. O povo brasileiro terá a chance de escolher entre o retrocesso e a possibilidade do nosso país finalmente dar um passo decisivo rumo a um futuro de desenvolvimento e progresso. Como a ditadura do Poder Judiciário só pode ser combatida pelo Senado da República, eleger senadores comprometidos com a observância das leis é fundamental para depurar a nossa Corte Maior. 

Constituição – Nunca se viu o STF atentar contra a Constituição como atualmente ocorre com alguns de seus integrantes, afrontando a nossa democracia. É crescente o número de ações onde o Ministério Público não é ouvido na forma da lei  ou seus pareceres não são acatados e processos continuam tramitando sem quaisquer indícios de crimes. Processos são abertos no STF com base em notícias de jornal contra pessoas que, se tivessem acusações consistentes contra si, deveriam ser processadas na primeira instância. Enquanto isso, quem é acusado de ser “antidemocrático” é o presidente da República.

                             Donato Heinen

Representações BirckFiltros EuropaCotrio - Logomarca
Cotrio - LogomarcaFiltros EuropaRepresentações Birck