Banner Tchê Milk - 14-10-22Supermercado Kramer - 8-2-23VALUPI Fitness AcademiaConstinta
Por Grande Santa Rosa Notícias. Publicado em 31/10/2023

Sentamos para uma prece

Por Ivar Hartmann

 No interior da Macedônia do Norte, a Mesquita Colorida, templo maometano de mais de 500 anos, a beira de um riacho, é famosa por suas fachadas e interiores, coloridos com milhares de flores, pintadas por mulheres, e conservado por estas centenas de anos. O viajante se obriga a ficar algum tempo a admirar a beleza do seu florido e único interior. Tapetes cobrem todo o chão onde não há bancos e uma pequena escada em mármore, chega ao púlpito. Ao seu pé, sentado sobre as pernas, um ancião, com longas barbas brancas terminando em ponta, rezava contrito, enquanto balançava o corpo para a frente e para a trás. Em Gaza, Israel já tinha começado seus ataques em revide ao massacre do Hamas. Suas preces, no templo, só poderiam ser pela paz. 

 Ao tempo, em Sofia, capital da Bulgária, a Grande Sinagoga Judaica, do início do Séc. XX, maior templo judeu do sudeste da Europa, amanheceu com segurança reforça, pela presença ostensiva da polícia e medidas de segurança na entrada, com portas duplas e guarda vigilante. Cuidados especiais para um eventual ataque de simpatizantes do Hamas. Melhor dizer, simpatizantes dos palestinos que estavam e estão sendo mortos e feridos pelos ataques de Israel em Gaza. Entramos para visitar o templo e, lembrando as orações do ancião, sentamos em um banco para também orar pela paz. 

Aquelas e estas orações, que somaram as preces de três crenças centradas na mesma Jerusalém, de pouco adiantarão. Deus, Alá ou Jeová, a trindade divina que conhecemos, está cega, surda e muda. Porque não pode atender aos pedidos de paz de seus crentes, enquanto homens de estado e terroristas, com suas posições antagônicas, não acordam em não mais matar as vítimas inocentes de suas ações. Mas, há que orar.

Representações BirckFiltros Europa
Filtros EuropaRepresentações Birck