Magazine RennerMieth MadeirasBlumen Platz Center - Outubro de 2015Mieth MadeirasGigabyte -
Por Alberto Seibert. Publicado em 27/08/2017

Coluna do Beto

#

Navegando!

No domingo um cliente insatisfeito com a demora no atendimento em um açougue resolve espantar sua raiva atirando nos demais clientes. Na segunda-feira, um policial rodoviário é morto quando tentava conter os ladrões de um carro. Nesta mesma segunda, um aluno espanca uma professora. Já na terça-feira uma operação da Polícia Civil combate o tráfico de drogas em mais de 100 escolas em 29 cidades.

Tudo isso e muito mais que acontece de ruim no nosso Brasil é fruto da impunidade, e também fruto da falta de limites na educação. Aliás, é fruto das nossas leis e da Constituição Brasileira, que são exageradamente permissivas.

Eu fico louco com o nosso legislador (deputados federais e senadores), que não fazem o que deveria ser feito. Há tanta coisa errada neste país que num jornal inteiro não caberia tudo.

Outra: o preso deveria se pagar sua estadia na cadeia. Vejam que o preso já lesou a sociedade cometendo um crime. Se o Estado ainda tem que bancar o preso,. este mesmo preso estará lesando a todos.  Se o Estado se mostra incompetente, que se privatize os presídios.

Saindo da linha criminal, penso que essa lei da impenhorabilidade é uma afronta aos bons costumes, pois têm muita gente solta que é tão bandida quanto alguns criminosos. Acredito que não é por falta de vendas que muitos negócios quebram ou não prosperam, mas sim por falta de receber o que venderam. Enquanto o cidadão honesto honra seus compromissos, muitas vezes vendendo até seu último bem, o pilantra, que conhece a lei, não paga e quase nada lhe acontece.

Vou ir ainda um pouco além. Outra revolta que tenho é que os grandes negócios são extremamente privilegiados, enquanto que aos pequenos são impostas mil e uma barreiras. Não vai demorar muito e os nossos tradicionais açougues irão acabar, já que estão chegando algumas leis, que proibirão o ganho extra

Para resolver todos os problemas do Brasil, é necessário que o Legislativo e o Executivo ajam no sentido de querer fazer o povo ser honesto e assim transformar o Brasil numa potência. É preciso querer, mas vejo que em Brasília são muito poucas as vozes que efetivamente querem o bem de todos.

Acredito que seja por estes e por outros tantos motivos que parcela do povo anda perdendo a fé na democracia, pregando a volta da ditadura. Há outro extremo que vejo crescer que é o ultradireitista Bolsonaro. Vou me atrever a dizer que o discurso dele não é ruim e que têm muitas coisas boas. Que deveriam ser implantadas.

O problema destas duas alternativas é que uma ditadura é um tiro no escuro, que pode dar certo, mas que tende, pelos históricos, ser muito pior do que a democracia que temos. Já o Bolsonaro é outra incógnita. É um Trump piorado, que foi se enfiar num partido insignificante. Isso significa que se for eleito, será totalmente dominado pelo Congresso.

Por fim, há quem sonhe com a volta de Lula. Eu temo que se ele for eleito, também não consiga governar.

Mãe

 Quero homenagear minha mãe, Agatha, que neste domingo, dia 27, completará seu septuagésimo sétimo aniversário. Parabéns Mãe!

Representações BirckRepresentações Birck - 1 Cotrio - Logomarca
Cotrio - LogomarcaRepresentações Birck - 1 Representações Birck