Magazine RennerMieth MadeirasBlumen Platz Center - Outubro de 2015Mieth Madeiras
Por Grande Santa Rosa Notícias. Publicado em 08/09/2018

Bolsonaro: meu depoimento

Por Ivar Hartmann


Fala-se muito em esquerda e direita. E se confundem na esquerda, os comunistas com os patriotas. Se o moço é comunista (muito poucos) é um nazista, porque os comunistas são os nazistas da esquerda. Essa gente tanto queima o Reichstag em Berlim quando o Museu Nacional no Rio. É a gente do PSOL e PCB cujos dirigentes, incapazes de chegar ao poder como mostram antigas eleições e novas pesquisas, promovem um discurso de ódio contra as pessoas de direita. Com mentiras, meias verdades e propostas de agressão física. O autor do atentado a Bolsonaro alegou que queria matá-lo porque o candidato ia exterminar negros, pobres, índios e homossexuais. Se, como dizem as primeiras notícias, ele tem curso superior, imaginem o grau de lavagem cerebral que não sofreu pelos dirigentes do PSOL. Alguém, em sã consciência, acredita que um político seja tão ignorante e estúpido, para assumir este tipo de ideário contra estes grupos de pessoas? Nenhuma pessoa lúcida proporia isso. Como tem gente que acredita? Lavagem cerebral. Da aliança petista-comunista. Na Guerra da Espanha, era possível ao governo legal vencê-la. O apoio da centro-direita, de comunistas, trotskistas e esquerdistas indicava. Aí a Rússia mandou os comunistas tentar assumir o poder. Os patriotas da esquerda morriam nas trincheiras e os comunistas obedeciam a Moscou. Se autodevoraram. Oxalá seja aqui.

Admirador do Brizola sempre fui. Na minha mocidade, tive de correr da Brigada Militar pela Avenida Borges, em Porto Alegre, nas concentrações contra o corvo Carlos Lacerda. Brizola foi o primeiro brasileiro capaz de encampar companhias americanas. As de luz e telefone. Então foi tachado de comunista pelos americanos e brasileiros bobocas acolheram a tese. Fui ao Paraguai para fazer uma revolução contra o Stroessner, ditador de direita. Como tentei ir a Cuba ajudar o Che a cortar cana. Coisas próprias de estudantes da esquerda. Moços da esquerda, edílica diria, ansiosa em buscar oportunidades e bem-estar para as classes mais pobres. Patriota, nacionalista, defensora do capital nacional. Sem agressões ou enriquecimento ilícito. Algo de errado? Na atual esquerda brasileira, com o PT, temos um partido dedicado a desviar dinheiro para seus dirigentes e com o PSOL um partido comunista voltado para os atentados e a má gestão das universidades. É uma esquerda que desmoraliza a esquerda.

ivar4hartmann@gmail.com  

Imobiliária Cerro AzulRepresentações BirckRepresentações Birck - 1 Cotrio - Logomarca
Cotrio - LogomarcaRepresentações Birck - 1 Representações BirckImobiliária Cerro Azul