Magazine RennerMieth MadeirasBlumen Platz Center - Outubro de 2015Mieth MadeirasGigabyte -
Por Donato Heinen. Publicado em 19/12/2018

Notas e Apartes nº 1.282

Coluna publicada no jornal Gazeta Regional de 19-12-18


Interesse – Através de ferramenta específica disponibilizada pelo Google, acompanho diariamente o número de acessos às notícias publicadas em meu portal, www.grandesantarosanoticias.com. Chama atenção o interesse maior do leitor por notícias que dizem respeito a algo trágico. No sábado, entre outras, publiquei reportagem sobre os ataques de vandalismo ocorridos no cemitério de Santo Cristo. Houve aumento de 631% no número de acessos ao site em comparação ao dia anterior. Já no domingo (16), a notícia principal versou sobre a morte acidental de um jovem por eletrocussão. Nesse dia, o número de acessos ao portal foi 1.525% superior ao de sexta-feira (14).

Violência – A crescente interiorização da violência preocupa moradores de pequenas cidades do Estado. O número de assaltos a bancos do interior cresce a cada mês. Assim como também os roubos e furtos a residências e estabelecimentos comerciais. Tudo isso ocorre mesmo com ações vigorosas de combate ao crime deflagradas pela Brigada Militar e Polícia Civil.

Rigor – A forma rigorosa como a Brigada Militar vem atuando contra o crime organizado, especialmente os assaltos a bancos, tem chamado a atenção da população. Somente nos primeiros 16 dias deste mês, 19 assaltantes foram mortos em combate com a BM no Estado, sob os aplausos do povo. No meio popular, é comum a expressão: “enquanto a polícia prende, a Justiça solta”. Mas a culpa não é da Justiça. É do Poder Legislativo, que aprova leis penais muito brandas e frouxas, que resultam na impunidade ou em penas leves. Resulta daí o apoio cada vez maior da população com relação à eliminação física desses bandidos. Mesmo porque, devido a sua alta periculosidade, eles dificilmente teriam recuperação para voltarem ao convívio social depois do cumprimento da pena.

  Nova DP – Santa Rosa ganha mais uma DP, que terá abrangência regional em 20 municípios. A Delegacia de Polícia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO) será encarregada no combate a crimes de maior repercussão e gravidade na região da Grande Santa Rosa.

Extradição – O então ministro da Justiça, Tarso Genro, e o ex-presidente Lula, escreveram uma das páginas mais deploráveis da nossa diplomacia quando negaram a extradição do criminoso italiano Cesare Battisti. Um bandido que era membro do grupo terrorista de extrema-esquerda Proletários Armados pelo Comunismo e foi condenado à prisão perpétua em seu país pela morte de quatro pessoas. Batisti fugiu para a França, passou pelo México e se estabeleceu no Brasil. Numa decisão vergonhosa, ganhou de Lula o status de “preso político”. Sua extradição foi assinada pelo presidente Michel Temer na última semana, após revogação de uma medida liminar pelo STF. Mas teve pouco efeito, pois o terrorista fugiu e ainda não foi encontrado para ser entregue à Justiça italiana.

  Médium – Já são mais de 500 denúncias contra o cidadão João Teixeira de Faria, mais conhecido como João de Deus, e já apelidado do João do Diabo, que atendia seus pacientes como médium na cidade de Abadiânia, GO. Como referi na semana passada, fica difícil entender como essas mulheres demoraram tanto tempo – algumas até dezenas de anos – para formalizarem queixa. Mas depois que o primeiro grupo criou coragem para acusar o médium, as denúncias se multiplicaram às centenas, de forma inacreditável. João está preso desde o último domingo e vai responder a muitos processos.

Chuva – Muito esperada, principalmente pelo homem do campo, a chuva está de volta. E as previsões indicam que virá de forma expressiva nesta segunda quinzena de dezembro. Mas cada nuvem negra que se vê no firmamento gera preocupação com possíveis temporais. Tomara que venha apenas chuva.

Donato Heinen

 
Representações BirckRepresentações Birck - 1 Cotrio - Logomarca
Cotrio - LogomarcaRepresentações Birck - 1 Representações Birck