Magazine RennerMieth MadeirasBlumen Platz Center - Outubro de 2015Mieth MadeirasConstinta
Por Donato Heinen. Publicado em 07/03/2019

Notas e Apartes nº 1.293

Coluna publicada no orna Gazeta Regional de 5-3-19

Casablanca – Ou casa branca, em português, que fica às margens do Oceano Atlântico, é a maior cidade do Marrocos. Tive oportunidade de conhecê-la no final de novembro de 2011, junto com a minha esposa, Luciana, minha mãe, dona Guisella, e a amiga Celi Hartmann, quando viajamos de navio de Savona, Itália, até Santos. Esta semana, estou revendo Casablanca, que tem uma população de cerca de 5,5 milhões de pessoas, sendo uma das maiores cidades da África. Também é o maior porto e maior centro industrial e comercial do Marrocos.

  Terremoto – No distante ano de 1755, Casablanca foi destruída por um grande terremoto. Depois disso, muitos mercadores espanhóis se instalaram na cidade, que passou a ser conhecida por isso como Casablanca. Mas foram os franceses que realmente promoveram o seu desenvolvimento a partir de 1907. No campo político, Casablanca se destacou por ter sediado, em janeiro de 1943, durante a Segunda Guerra Mundial, uma conferência do presidente norte-americano, Franklin Roosevelt, com o primeiro-ministro britânico, o então todo-poderoso Winston Churchill.

Bagagem – Em julho de 2002, fiz minha primeira viagem de avião, indo de Buenos Aires a Posadas, na Argentina. A partir daí, foram 152 vôos em todos os continentes do mundo, totalizando cerca de 369.312 km percorridos. Até hoje, nunca havia tido o dissabor de ter uma mala extraviada. Mas sempre tem a primeira vez. Ocorreu no sábado, na conexão em Roma, vindo de Porto Alegre com destino final em Casablanca. Estou sem a bagagem até agora. Tive que comprar roupa em Casablanca, enquanto espero a mala ser enviada ao aeroporto de lá. 

Rabat – Escrevo desde a capital do Marrocos. Na forma portuguesa em desuso, Rabate, que significa literalmente lugar fortificado. Com aproximadamente 1,1 milhão de habitantes, a cidade também fica às margens do Atlântico, sendo a segunda maior do país. Foi fundada em 1150 com a construção de uma fortaleza, uma mesquita e uma residência. Um conjunto de sítios da cidade está inscrito desde junho de 2012 como Patrimônio Mundial da UNESCO.

Cotação – Um real compra 2,5 dirham, a moeda marroquina. Os preços das mercadorias e serviços em geral são um pouco inferiores aos do Brasil, em sua maioria. Uma porção de camarão ao molho com pão para uma pessoa custa cerca de 15 reais. Já o preço de uma pizza média tipo margarita é de R$ 8,00. O chip da Maroc Telecom é fornecido gratuitamente no aeroporto de Casablanca. Com R$ 8,00 se paga 2 GB de internet no celular.  

Previdência – A reforma da Previdência, que tramita na Câmara dos Deputados, é vital para que o Brasil comece a se tornar um país novamente viável economicamente. Certamente o projeto inicial sofrerá modificações no Congresso Nacional. O que não pode ocorrer é uma mutilação que o torne inviável para combater o bilionário déficit previdenciário, especialmente no setor público. Privilégios de algumas categorias precisam ser combatidos. Além disso, os partidos políticos não podem ter uma posição sobre o tema quando estão no governo e outra na oposição, jogando para a torcida. É o futuro do país que está em jogo.

Donato Heinen 

Representações BirckRepresentações Birck - 1 Cotrio - Logomarca
Cotrio - LogomarcaRepresentações Birck - 1 Representações Birck