Magazine RennerMieth MadeirasBlumen Platz Center - Outubro de 2015Mieth MadeirasConstinta
Por Grande Santa Rosa Notícias. Publicado em 03/08/2019

Oba, hackear é legal!

Por Ivar Hartmann



Confesso que não estou entendendo. A publicação das conversas particulares do então juiz Sergio Moro com os procuradores da República, sem a autorização deles e após um hacker ter entrado nas suas contas, parecem, de logo, ilegais. Tanto quanto seria qualquer mensagem do leitor, publicada depois que sua conta fosse invadida. Felizmente e como esperado deles, são conversas lícitas.  Se é possível entrar na conta de uma autoridade e publicar suas mensagens sem que isso seja ilegal, por Deus, estou ansioso: quando irão publicar as mensagens do ministro Toffoli sobre sua casa em Brasília, com o notório corrupto Leo Pinheiro? Ou as conversas de Gilmar Mendes com empresas que patrocinam seus eventos, doando-lhe verbas de publicidade e tem ações tramitando no STF? Ou as com Renan Calheiros do ministro Ricardo Lewandowski, quando este burlou a Constituição no episódio da cassação da Dilma para protegê-la?  

Gostaria tanto saber das mensagens trocadas entre os ministros do STF quando a imprensa descobriu o vulto das despesas com sua alimentação, só presente em mesas de governantes de Primeiro Mundo. E as conversas que mantiveram quando a imprensa descobriu que o Tribunal de Contas da União investiga passagens aéreas executivas pagas pelo STF para as esposas dos ministros, em passeios para o exterior? Quantas conversas ainda esperamos ouvir por que envolvem informações que não agradam aos ministros do STF, e que estão arquivadas em algum lugar? É só os hackers irem atrás. E, em face de inexistência de delito, noticiá-las para o país. Se tivesse havido, a publicação das de Moro, sendo permitidas há semanas, formou jurisprudência em contrário. Vocês imaginaram, agora que recém estão abrindo a caixa preta do BNDES e já pegaram o João Dória, governador de São Paulo? Como gostaria de ouvir as conversas do Toffoli quando ainda advogado do PT ou como chefe da Advocacia-Geral da União. Tem a caixa preta do BNDES; deve ter a caixa preta do Toffoli. Viva os hackers.

 

Representações BirckRepresentações Birck - 1 Cotrio - Logomarca
Cotrio - LogomarcaRepresentações Birck - 1 Representações Birck