Magazine RennerMieth MadeirasBlumen Platz Center - Outubro de 2015Mieth MadeirasConstinta
Por Donato Heinen. Publicado em 13/09/2019

Notas e Apartes 1.320

Coluna publicada no jornal Gazeta Regional de 11-9-19

 

Menino – O pequeno Ivo Cezar Gonzaga, de apenas 9 anos, teve um dia de glória no sábado, em Brasília. Ele recebeu uma carona do presidente Bolsonaro no Rolls Royce oficial da Presidência durante o desfile da pátria. À imprensa, o menino disse: “Hoje, foi o melhor desfile de todos (...) Foi um dia muito legal”.

 Ofensa – Sobre o assunto, um integrante do site G1, da Rede Globo, comentou no perfil oficial do portal: “Moleque imbecil, vai se alfabetizar”. Uma ofensa gratuita, desrespeitosa e leviana. O G1 limitou-se a um mero pedido formal de desculpas, dizendo que iria apurar o ocorrido. Mas na TV, a Globo não tocou no assunto. 

Macron - Já quando o presidente comentou uma postagem de um internauta que publicou uma foto dos casais Bolsonaro e Macron, escrevendo apenas “não humilha, cara”, a Rede Globo explorou o assunto na TV a exaustão durante vários dias, sob o argumento de que Jair Bolsonaro teria ofendido a mulher de Emmanuel Macron por ela ter nascido quando a beleza estava em férias. Por essas e outras, a Globo perde cada vez mais audiência. Mas isso tem uma explicação simples: o corte das bilionárias verbas publicitárias que a emissora recebia das administrações petistas para se manifestar favoravelmente ao governo. Assim, durante muitos anos, a Globo ajudou a acobertar a corrupção que desviou bilhões de reais da população. Hoje, não divulga as ações positivas do governo. Salvo raras exceções.

 PGR – É atribuição constitucional do presidente nomear o procurador-geral da República. Por tradição, vários presidentes optaram por um dos três membros indicados pelo Ministério Público para subsidiar a escolha. Bolsonaro nomeou um procurador fora desta lista. A imprensa teceu críticas veementes. Mas o presidente tem suas razões. A tal lista tríplice é obra de um grupo denominado Tuiuiús, formado por procuradores esquerdistas que durante 14 anos comandaram a PGR. E eles pretendiam voltar ao comando da Procuradoria. A tal lista tríplice é elaborada pela Associação Nacional dos Procuradores da República. Ou seja, é ilegal, pois permite que apenas os sócios da ANPR possam votar. Os demais procuradores estão alijados da escolha.

 Áudio – Viralizou em nível nacional o áudio onde o procurador do Ministério Público mineiro Leonardo dos Santos reclama do não reajuste do salário – ele recebe 35.462,22 reais, brutos, por mês. “Como é que o cara vai viver com R$ 24 mil?”, indaga ao procurador-geral em Minas, Antonio Tonet. Ele chama o vencimento de “miserê”. Leonardo reclama que estaria baixando seu padrão de vida. “Estou deixando de gastar R$ 20 mil de cartão de crédito e gastando R$ 8 mil”, argumenta indignado. Segundo consta no Portal de Transparência, de janeiro a julho, além do salário, Santos recebeu indenizações e outras remunerações superiores e 20 mil mensais. Em junho, sua remuneração bruta foi de R$ 78.617,66, ou R$ 50.104,64 líquidos. Leonardo Santos é alguém que no jargão popular é denominado como “sem noção”. Pra dizer o mínimo.

Donato Heinen


Representações BirckRepresentações Birck - 1 Cotrio - Logomarca
Cotrio - LogomarcaRepresentações Birck - 1 Representações Birck