Mieth MadeirasBlumen Platz Center - Outubro de 2015Constinta
Por Donato Heinen. Publicado em 27/11/2019

Notas e Apartes nº 1.331

Coluna publicada no jornal Gazeta Regional de 27-11-19


Supremo – Na quarta-feira da semana passada, o presidente do STF, ministro Antônio Dias Toffoli, proferiu seu longo voto – que demorou em torno de seis horas – como relator no processo que julga se informações sigilosas do antigo COAF, hoje denominado Unidade de Inteligência Financeira (UIF), podem ser compartilhadas com o Ministério Público sem autorização expressa da Justiça. O voto foi tão confuso que nem os colegas ministros entenderam o que ele quis dizer. Em tom irônico, o ministro Barroso disse que era preciso chamar um professor de javanês para entender a decisão de Toffoli. De conhecimento jurídico limitadíssimo, ele foi reprovado nos dois concursos que fez para a magistratura. Toffoli era advogado do PT quando foi nomeado por Lula como ministro do STF.

Governador – Wilson Witzel, governador do Rio de Janeiro, é torcedor do Flamengo e acompanhou a equipe na conquista da Libertadores, no sábado, em Lima. Ele já não sabe mais o que fazer pra aparecer na mídia. Após o jogo, entrou no gramado e se ajoelhou diante do centroavante Gabriel. Witzel foi solenemente ignorado pelo atleta, que esnobou o governador. O vídeo viralizou na internet.

Gugu – O apresentador de TV Gugu Liberato era querido e admirado pelo grande público. Homem simples, nunca deixou a fama subir à cabeça. Aos 60 anos, cometeu o erro de subir ao sótão de sua casa, em Orlando, EUA, para fazer um pequeno conserto no ar-condicionado. A idade já não lhe permitia mais executar tarefas de risco. Desequilibrou-se e caiu de uma altura de 4 metros. A queda lhe custou a vida, no final de semana. Com patrimônio estimado em 170 milhões de reais, certamente tinha condições de contratar um profissional para executar o serviço. Na hora de usufruir a fortuna amealhada ao longo da vida, Gugu morreu de forma estúpida.

Globo – Parece que a Globo acusou o baque ao ver sua audiência despencar cada vez mais. Ataques sistemáticos ao governo federal fizeram com que milhões de telespectadores se afastassem do canal. Cortes de verbas bilionárias feitos por Bolsonaro são o motivo principal das críticas da emissora. Mas os bons resultados obtidos pelo governo federal e o corte drástico na CORRUPÇÃO em apenas 11 meses, falaram mais alto. Sob pena de ver a audiência cair ainda mais, tudo indica que a Globo vai pegar mais leve e divulgar as realizações do governo. Como fez no último sábado, na abertura do JN, dando destaque a temas positivos da administração federal.

Bastidores - Circula na internet a informação de que um representante da família Slim, dona de poderoso grupo de comunicação do México, teria se reunido com representantes da Globo, na condição de acionista, e com lideranças políticas em Brasília, na última semana. Preocupado com a possibilidade de não renovação pelo governo da concessão da Globo, que vence em 2022, Slim teria ordenado a mudança na linha editorial da emissora. A conferir nas próximas semanas se o comportamento da Globo realmente será outro em relação ao governo federal.

Doutorado – Casada com meu filho Luís Roberto, e na companhia dele, Taciara Sborowski Horst Heinen, com grande louvor e mérito, vai cursar parte do doutorado em Ciência do Solo, através da UFSM, na Universidade da Flórida, em Gainesville, entre dezembro e maio. Em nome da família, desejo à Taciara e ao Beto êxito e sucesso nessa nova empreitada. Serão longos meses de ausência. Mas já comprei passagem para visitá-los nos Estados Unidos, em março.

Donato Heinen

 
Representações BirckRepresentações Birck - 1 Filtros EuropaCotrio - Logomarca
Cotrio - LogomarcaFiltros EuropaRepresentações Birck - 1 Representações Birck