Mieth MadeirasBlumen Platz Center - Outubro de 2015Constinta
Por Donato Heinen. Publicado em 04/12/2019

Notas e Apartes nº 1.332

Coluna publicada no jornal Gazeta Regional de 4-12-19


  Mobiliza – Em parceria com a administração municipal de Santo Cristo, mais uma vez o Grupo Mobiliza está embelezando a nossa cidade para os festejos natalinos. A cidade está belíssima com a ornamentação instalada nos últimos dias. Ao longo das próximas semanas, Santo Cristo terá novamente uma programação especial comemorativa ao Natal. Parabéns a todos que se dedicam de forma voluntária a tornar a cidade cada vez mais bela e atraente.

Amazônia – Só os ingênuos não acreditam que o maior interesse de ONG’s do Brasil e de outros países instaladas na nossa Amazônia não sejam as riquezas que nela se encontram. São trilhões de reais em jogo. Tem ONG’s que fazem um trabalho sério. Mas a maioria é movida por interesses muitas vezes escusos. Na semana passada, quatro ativistas da Brigada de Incêndio Alter do Chão, do Pará, foram presos. Mas já estão soltos e vão responder processo em liberdade. Eles são acusados de atear fogo em uma reserva florestal para ganhar dinheiro com a venda de fotos do incêndio e com doações recebidas do exterior justamente para APAGAR incêndios.

Diálogos – São muito comprometedoras as mensagens do grupo obtidas pela Polícia Civil. Gustavo, um dos brigadistas, diz: “Estou por trás de tudo. Sou da Brigada Alter (...). A WWF está esperando uma resposta segunda-feira de um contrato de R$ 70 mil (valor seria oriundo da venda de fotos do incêndio provocado). (...) A vaquinha deu 100 mil pra galera. Vaquinha nossa. Tá maravilhoso (...). Quando vocês chegarem, vai ter bastante fogo, na rota inclusive. Se preparem... O horizonte vai estar embaçado”.

Condenação – O TRF-4 não só confirmou, como também ampliou, a pena do maior ladrão do Brasil (ou do mundo, segundo muitos). O julgamento ocorreu na semana passada, em Porto Alegre. Por unanimidade, os três desembargadores do tribunal ampliaram a pena de prisão para 17 anos, um mês e 10 dias. Mas como o Brasil tem uma Suprema Corte atípica, única no mundo a ter este entendimento, o maior corrupto da história continua em liberdade. Livre, embora condenado em terceira instância e um processo e em segunda em outro. Além de responder a mais sete processos.

Isolado – O corrupto-mor acreditou que ao sair da cela especial da PF em Curitiba seria recebido de braços abertos pelo povo. Mas aconteceu o contrário. Em qualquer local que apareça em público é hostilizado e recebido com gritos de “... ladrão, seu lugar é na prisão”! Apesar de ser escorraçado, continua insistindo nas mesmas e velhas mentiras. Perdeu o discurso. Ninguém mais acredita nele, a não ser a militância. E até esta já está começando a ver que foi enganada durante muito tempo. Afinal, como alguém que faliu o país – juntamente com a estocadora de vento – e chefiou a maior quadrilha de corruptos da história, poderia agora se apresentar para resolver os problemas que ele mesmo criou?

Doutrinação – É sabido que na maioria dos educandários brasileiros a doutrinação marxista tomou conta. Cansado de ver um professor esquerdista ostentando uma camiseta com a efígie do genocida Che Guevara, um aluno de 15 anos resolveu homenagear os ‘pracinhas’ da FEB vestindo roupas militares. O professor teve um chilique. A celeuma fez com que os demais pais de alunos desse colégio particular tomassem conhecimento da tentativa de doutrinação ideológica. O professor foi demitido. “A questão é a seguinte: esses esquerdopatas são atrevidos, e nós, os brasileiros verde/amarelo/azul e branco, acordamos e vamos enfrentá-los, onde quer que seja”, disse Allan Orçay Reis, pai do estudante.

Donato Heinen

 
Representações BirckRepresentações Birck - 1 Filtros EuropaCotrio - Logomarca
Cotrio - LogomarcaFiltros EuropaRepresentações Birck - 1 Representações Birck