Magazine RennerMieth MadeirasBlumen Platz Center - Outubro de 2015
Por Grande Santa Rosa Notícias. Publicado em 03/12/2017 as 10:08:28

Uma tese sobre o Grêmio que deu certo

Caiu Roger e entrou Renato, maior ídolo da história do clube, que desembarcou acompanhado de Espinosa. Os dois foram campeões do Mundo pelo Grêmio em 1983. Renato como ponteiro direito e Espinosa como treinador.


Futebol não segue receita de bolo. Uma das tantas teses ajuda a explicar o sucesso deste Grêmio: a manutenção de uma base de time. Nem sempre dá certo, pois são necessários outros ingredientes, como a categoria dos jogadores deste grupo, a união, o preparo físico, a competência do treinador, o comando no vestiário, salários em dia, apoio do torcedor…O Grêmio reuniu tudo isto. Com uma base sólida.
Felipão, gremista declarado, deixou o cargo de treinador no dia 10 de maio de 2015 depois de um empate em 3 a 3 contra a Ponte Preta na Arena. O time então: Marcelo Grohe; Galhardo (Matías Rodríguez), Geromel, Rhodolfo e Marcelo Oliveira; Walace, Maicon, Luan, Lincoln (Everton) e Giuliano (Douglas); Yuri Mamute. Já estavam no clube Ramiro, Pedro Rocha, Arthur, Rafael Thyere e Bressan era jogador do Grêmio, mas emprestado.
Entrou Roger, ex-jogador do Grêmio, que ficou no cargo até o time ser goleado pela Ponte Preta por 3 a 0. A escalação então: Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Jailson, Walace, Pedro Rocha(Negueba), Lincoln(Guilherme) e Luan; Miller Bolaños (Batista).
Caiu Roger e entrou Renato, maior ídolo da história do clube, que desembarcou acompanhado de Espinosa. Os dois foram campeões do Mundo pelo Grêmio em 1983. Renato como ponteiro direito e Espinosa como treinador.
Com Renato o Grêmio conquistou a Copa do Brasil de 2016 após empatar em 1 a 1 contra o Galo na Arena diante de 55.337 torcedores quebrando um jejum de 15 anos sem título importante. Havia vencido por 3 a 1 lá. O time da taça: Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Walace, Maicon, Ramiro (Jailson), Douglas (Miller Bolaños) e Everton (Fred); Luan.
Nesta semana Renato levou o Grêmio ao tri da Libertadores batendo o Lanús na Argentina por 2 a 1 (havia vencido na Arena por 1 a 0). Equipe campeã: Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Bressan (Rafael Thyere) e Bruno Cortez; Jailson, Arthur (Michel), Ramiro, Luan e Fernandinho; Lucas Barrios (Cícero). O zagueiro titular Kannemann não jogou pois estava suspenso. No seu lugar entrou um prata da casa, que foi substituído por outro prata da casa, Rafael Thyere.
Estavam na Arena em 2015 e seguem no clube Marcelo Grohe, Geromel, Marcelo Oliveira, Maicon, Luan, Everton, Douglas, Ramiro, Arthur, Rafael Thyere e Bressan era jogador do Grêmio.
Mais: não houve involução entre a saída de Felipão até hoje com Renato. Pelo contrário, o time viu evolução. Roger aprimorou o sistema de marcação com Ramiro mais avançado, controlando a saída do lateral esquerdo rival, e Renato fixou Pedro Rocha (depois Fernandinho) aberto pela esquerda com uma função tática definida: atacar e marcar a saída do lateral direito.
Obviamente pesou a categoria dos jogadores do grupo, a união, o preparo físico, a competência do treinador, o comando no vestiário, salários em dia, apoio do torcedor…O Grêmio reuniu tudo isto. Com uma base sólida.
Hiltor Mombach

  

Nome:

E-mail:

Comentário:

Cidade:


Comentários


Imobiliária Cerro AzulRepresentações BirckRepresentações Birck - 1 Cotrio - LogomarcaSaldanha Prestadora de Serviços
Saldanha Prestadora de ServiçosCotrio - LogomarcaRepresentações Birck - 1 Representações BirckImobiliária Cerro Azul