Magazine RennerMieth MadeirasBlumen Platz Center - Outubro de 2015Mieth MadeirasGigabyte - VIII EXPOAGRO - 11-3-19 - Banner 950X200 (GESSINGER)
Por Donato Heinen. Publicado em 10/01/2019 as 12:46:14

Santo Cristo recebe Família Maders para 2º encontro

Johannes foi o primeiro imigrante da família Maders a chegar no Brasil


A comunidade de Linha Alma, interior do município de Santo Cristo (RS), será sede do 2º Encontro da Família Maders. A programação ocorre no dia 26 de janeiro, quando são esperados participantes vindos de várias regiões do país, além da Argentina.

A primeira edição da festa foi realizada em 2017 na cidade de Estrela (RS), localidade onde viveu o casal Johannes Maders e Catarina Unfried, imigrantes oriundos de Klüsserath, distrito de Trier-Saarburg, atual estado da Renânia Palatinado, na Alemanha.

A organização do encontro está a cargo de uma comissão que envolve pessoas de Santa Rosa e Santo Cristo. A confirmação de participação na festa deve ser feita até 15 de janeiro pelo fone (55) 9 8119 0209.

Na festa, além de momento de confraternização, os descentes dos primeiros Maders a chegarem ao Brasil viverão momentos especiais que incluem a narração do resgate histórico da família, através de Samuel Maders, residente em Teotônia e o grande responsável pela pesquisa e organizador do primeiro encontro, ocorrido em 2017.

Na oportunidade, os participantes decidirão o local da próxima festa, a ser realizada em 2021.

A história

Johannes foi o primeiro imigrante da família Maders a chegar no Brasil, em fevereiro de 1829, junto dos pais e suas irmãs Christina e Magdalena.  

Ele partiu do porto de Bremen a bordo do veleiro Cäcilie no dia 6 de janeiro de 1827. Seu pai, Andreas, falece durante a viagem, na qual o veleiro, após forte tempestade, acabou perdendo seus três mastros e sendo rebocado até Falmouth depois de dias vagando à deriva pelo Canal da Mancha. Ali, os náufragos permaneceram por dois anos.

A família veio para o Brasil em 2 de janeiro de 1829 com uma embarcação que chegou ao Rio de Janeiro em fevereiro. De lá, foram embarcados no brigue costeiro Florinda, chegando a Porto Alegre em 13 de maio. Durante a viagem, a mãe, Maria Magdalena, morre, ficando os seus três filhos órfãos. Johannes foi adotado por outra família de viajantes da mesma embarcação: Heinrich Kirsten e Margaretha Busché, naturais de Klüsserath.

Christina foi adotada por Mathias Feiten e Mariana Rohr. Nada se sabe quanto ao destino da outra irmã, Magdalena.

Os Kirsten, casal que abrigou Johannes Maders, estabeleceram-se em Picada 48, no Travessão. Já os Feiten, que acolheram Christina, fixaram morada em Dois Irmãos. Johannes, após o casamento, passou a residir em Estrela.

Seus descendentes estão espalhados em vários estados brasileiros, além de diversos países como Paraguai, Argentina e Alemanha. 


Nome:

E-mail:

Comentário:

Cidade:


Comentários


Representações BirckRepresentações Birck - 1 Filtros EuropaCotrio - Logomarca
Cotrio - LogomarcaFiltros EuropaRepresentações Birck - 1 Representações Birck