Magazine RennerMieth MadeirasBlumen Platz Center - Outubro de 2015Mieth MadeirasGigabyte -
Por Donato Heinen. Publicado em 11/07/2019 as 02:34:38

Grêmio empata com o Bahia na Arena e decidirá classificação na Copa do Brasil em Salvador

Everton marcou o gol do time gaúcho e Gilberto igualou o placar para os baianos


Grêmio de Alisson não conseguiu vencer na Arena (Marco Favero / Agencia RBS)

 O reencontro da torcida com o time, na Arena, não foi como se esperava. Em uma noite de mata-mata, pela partida de ida das quartas de final da Copa do Brasil, o Grêmio empatou em 1 a 1 com o Bahia nesta quarta-feira (10) e vai decidir a classificação na semana que vem, na Fonte Nova. Como não tem mais o gol fora de casa como critério de desempate, o Tricolor terá de vencer no tempo normal ou, se persistir a igualdade no placar, decidir nos pênaltis.

O técnico Renato Portaluppi surpreendeu na escalação e mandou a campo um time diferente daquele que foi visto nos treinamentos de intertemporada, mas parecido com o que vinha jogando antes da pausa para a Copa América — com Jean Pyerre no meio e André no comando do ataque. O restante da equipe era aquela velha conhecida, sem novidades.

Assim, o Grêmio começou o jogo do mesmo jeito que terminou o primeiro semestre: tocando a bola e ameaçando pouco a meta do adversário. Nos 10 primeiros minutos, as chegadas do Tricolor gaúcho foram todas em bola alçadas para a área. E nenhuma resultou em finalização contra o gol defendido por Douglas Friedrich. Aliás, o primeiro chute foi Bahia, com Elber, aos nove minutos. A bola passou longe do gol de Paulo Victor.

Nos 10 minutos seguintes, praticamente nada aconteceu. As duas equipes trocavam passes no meio quando tinham o domínio e apertavam a marcação quando a posse era do rival. Assim, a partida ficou feia, com poucas chegadas à frente. De bonito, apenas um lençol de Jean Pyerre em Elton, mas a jogada não teve prosseguimento.

Quem buscava mais o jogo era Everton, que a cada toque na bola ouvia os gritos de apoio da torcida. Mas o primeiro chute do Grêmio contra a meta do Bahia saiu aos 25 minutos, quando Alisson chutou prensado e a bola ficou fácil nas mãos do goleiro Douglas. O Bahia respondeu rápido: Artur conduziu pelo meio, passou para Elber e ele escorou para Ramires. O camisa 10 bateu com perigo, à direita do gol defendido por Paulo Victor.

O Tricolor gaúcho teve suas primeiras boas chances aos 32 e 33 minutos. Inicialmente com Everton, que recebeu no meio, próximo da entrada da área, e finalizou desviado para fora. No escanteio, a bola chegou até Jean Pyerre, que emendou um voleio e a bola foi na trave. Na sobra, André não conseguiu completar. 


Alguns minutos depois, aos 37, o mesmo André perdeu grande oportunidade para abrir o placar. Depois de receber um passe de cabeça, pelo alto, o centroavante subiu mais do que o zagueiro Juninho e testou para o chão, em cima do goleiro Douglas, que salvou o Bahia.

E foi no finalzinho do primeiro tempo que o Grêmio soube aproveitar a velocidade — e a qualidade — de Everton. Maicon cobrou rapidamente uma falta para Jean Pyerre. O meia fez um lançamento primoroso para Cebolinha, que disparou para a área e foi derrubado por Douglas Friedrich. Na cobrança, o artilheiro da Copa América bateu cruzado e tirou o goleiro da foto: 1 a 0.

— A gente nunca sabe quando será a última partida, mas meu foco sempre foi o Grêmio. Sempre fui sincero, não tinha chegado nada. Agora, chegaram algumas consultas, mas nada para o Grêmio ainda — disse Everton na saída do primeiro tempo.

Se terminou bem a etapa inicial, o Grêmio vacilou logo no início do segundo tempo e sofreu o gol de empate. Artur cobrou um escanteio para a área aos três minutos, a bola passou por todo mundo e Gilberto cabeceou para o gol, deixando tudo igual na Arena: 1 a 1.

O time de Renato Portaluppi até chegou ao ataque em algumas vezes depois de levar o empate, mas não conseguiu superar a defesa do Bahia. O técnico, inclusive, levou uma sonora vaia quando substituiu Alisson e Jean Pyerre para as entradas de Pepê e Luan. A crítica da torcida foi, especialmente, pela saída de Jean Pyerre, que fazia uma boa partida, e não de André.

Aos 25 minutos, Maicon acionou Luan pelo meio. O camisa 7 finalizou com perigo, mas a bola passou sobre o gol de Douglas. Depois disso, a melhor oportunidade foi do Bahia, com Artur, que invadiu a área pela direita e chutou para boa defesa de Paulo Victor.

Agora, ficou tudo para Salvador. Serão mais 90 minutos, sem vantagem para nenhum dos lados, para decidir quem seguirá em busca do título — e dos milhões — da Copa do Brasil.

Copa do Brasil — Quartas de final (ida) — 10/7/2019

GRÊMIO 1 
Paulo Victor; Leonardo Gomes, Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon, Matheus Henrique; Alisson (Pepê, 20'/2º), Jean Pyerre (Luan, 20'/2º) e Everton; André (Felipe Vizeu, 33'/2º). Técnico: Renato Portaluppi

BAHIA 1
Douglas Friedrich; Nino Paraíba (Flávio, 22'/1º), Lucas Fonseca, Juninho e Moisés; Elton, Gregore; Elber, Ramires (Alejandro Guerra, 27'/2º), Artur; Gilberto (Fernandão, 39'/2º). Técnico: Roger Machado

GOLS: Everton (G), aos 47 minutos do primeiro tempo, e Gilberto (B), aos 3 minutos da etapa final.
CARTÕES AMARELOS: Moisés, Lucas Fonseca (B), Matheus Henrique e Leonardo Gomes (G).
ARBITRAGEM: Marcelo de Lima Henrique, auxiliado por Rodrigo Corrêa e Luiz Cláudio Regazone (trio carioca). VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ).
PÚBLICO: 28.838 pessoas (26.674 pagantes).
RENDA: R$ 892.916.
LOCAL: Arena do Grêmio, Porto Alegre (RS).

Próximo jogo - Brasileirão
Sábado, 13/7/2019, 17h
GRÊMIO X VASCO 


Gaúcha ZH


Nome:

E-mail:

Comentário:

Cidade:


Comentários


Representações BirckRepresentações Birck - 1 Cotrio - Logomarca
Cotrio - LogomarcaRepresentações Birck - 1 Representações Birck