Mieth MadeirasBlumen Platz Center - Outubro de 2015
Por Donato Heinen. Publicado em 17/01/2020 as 10:03:03

Veja a íntegra da portaria que autoriza apuração de Bolsonaro e Maia

A indicação é de que o caso envolve distribuição de emendas parlamentares


Fotos públicas

A portaria da Procuradoria da República no Distrito Federal sobre a apuração da atuação de Jair Bolsonaro, Rodrigo Maia e Luiz Mandetta na aprovação da reforma da Previdência é sucinta e fala apenas em “indevidas interferências”.

A indicação é de que o caso envolve distribuição de emendas parlamentares durante a votação da reforma. Como a investigação é na esfera cível, os três podem ser investigados na primeira instância. O caso pode durar até um ano em apuração, podendo ser prorrogado pelo mesmo prazo. O ritmo depende do procurador da República no DF Carlos Bruno Ferreira da Silva, que é responsável pelo caso. 

Ele atendeu pedido da bancada de deputados federais do PSOL David Miranda, Edmilson Rodrigues, Fernanda Melchionna, Áurea Carolina e Glauber Braga.

Ao MPF, o PSOL defendeu que o presidente cometeu crime de responsabilidade na liberação de emendas. Os deputados falam em compra de votos, sendo que o governo liberou mais de R$1 bilhão em emendas, sendo que desse valor, R$444.513.894 não teria autorização legislativa. 

 O Antagonista


Nome:

E-mail:

Comentário:

Cidade:


Comentários


Representações BirckRepresentações Birck - 1 Filtros EuropaCotrio - Logomarca
Cotrio - LogomarcaFiltros EuropaRepresentações Birck - 1 Representações Birck