Mieth MadeirasBlumen Platz Center - Outubro de 2015
Por Donato Heinen. Publicado em 22/02/2020 as 22:58:19

Caxias vence o Grêmio no Centenário e é campeão do primeiro turno do Gauchão

Time da Serra dominou o tricolor no segundo tempo e ganhou com gol de Diogo Oliveira


Caxias garantiu vaga na grande final | Foto: Ricardo Giusti

Assim como na rodada inicial do Campeonato Gaúcho, o Caxias foi superior ao Grêmio e venceu o Tricolor, mas, na vez deste sábado, o triunfo por 1 a 0 rendeu ao time da Serra o título do primeiro turno do Estadual e a vaga na decisão. Na partida disputada no estádio Centenário, o experiente Diogo Oliveira marcou o único gol da final, aos 36 minutos do segundo tempo, depois de muito pressionar a zaga gremista.

Para manter-se vivo na disputa do Gauchão, caberá ao time de Renato Portaluppi vencer o segundo turno, que começa no próximo fim de semana. No sábado que vem, o Tricolor recebe o Juventude, na Arena. No mesmo dia, o Caxias enfrenta o Inter, mais uma vez no Centenário. 

Neste sábado, logo nos primeiros minutos do jogo, ficou clara como seria a tônica da partida: equipes avançadas e sem medo de atacar. Mas apesar das ações ofensivas, nenhuma levou real perigo, exigiu grandes defesas ou tampouco balançou as redes. Na melhor oportunidade do Grêmio, Diego Souza desperdicou. No segundo tempo, os donos da casa foram superiores, mas não conseguiam marcar. Até que Diogo Oliveira, como um bom camisa 9, oportunista, estufou a rede e deu a vitória à torcida.

Primeira parcial de intensidade

Repetindo a escalação da semifinal do Gre-Nal, o técnico Renato Portaluppi viu o time começar pressionado pela marcação adiantada dos mandantes. O Caxias não se intimidou e, querendo repetir a vitória sobre o time da Capital na partida que abriu o torneio, partiu para cima, apoiado pela torcida. Aos dois minutos, conseguiu o primeiro cruzamento com Tilica, afastado por David Braz. 

Na velocidade de contra-ataque, o Tricolor chegou no minuto seguinte, quando Matheus Henrique lançou Everton pela esquerda. O Cebolinha dominou e foi para cima de Ivan, sofrendo falta a dois passos da área. Na cobrança de Alisson, a zaga afastou. A reação grená foi rápida. Logo na sequência, Cortez tentou cortar cruzamento, mas deu uma rosca, No escanteio, Ivan cobrou fechado, e bola raspou no travessão e sai pela linha de fundo. Quase um gol olímpico.

Mais cadenciado, o Caxias chegou forte novamente aos 9, com Gilmar, que, de carrinho, mandou para fora depois de cruzamento de Diogo Oliveira. Pelo lado dos visitantes, Matheus Henrique foi peça fundamental para que o time se portasse com mais ofensividade. Ele se apresentava como o principal homem em campo, articulando as jogadas pela intermediária com precisão e agilidade. Aos 14, tentou girar sobre Oliveira, que marcou a falta em dois toques. Diego Souza finalizou em jogada ensaiada, mas bateu mal, direto pela linha de fundo. 

E foi o camisa 9 que teve a melhor chance de abrir o marcador. Depois de receber de Alisson, Diego entrou livre na área e tentou colocar as pernas do goleiro Pitol, que fez a defesa. Com a partida mais equilibrada, as equipes se revezavam no ataque. Aos 21, Everton assustou o torcedor gremista ao cair no chão depois de torcer o tornozelo direito ao tentar domínio. Chegou a sair de campo e, também do lado de fora, Pepê esboçou movimentação. Mas o Cebolinha voltou para o duelo.

Pela outra parte, o Caxias chegava firme principalmente pela direita. Nos cruzamentos para a área, Paulo Miranda e Braz cortavam como podiam. Aos 41, Cortez que levou a melhor sobre Tilica e fez o cruzamento. A bola passou pela área e sobrou para Victor Ferraz, que tentou o chute mas foi bloqueado.

Sem ninguém balançar as redes, a primeira parcial terminou com três minutos de acréscimo e cinco jogadores amarelados: Gilmar, Juliano e Bruno Ré; Lucas Silva e Paulo Miranda. 

Caxias domina segundo tempo

Se os times retornaram a campo sem mudanças, a disposição no gramado também se manteve inalterada, com os dois finalistas buscando a iniciativa. Com um tripé de volantes com bom domínio de bola, o Tricolor pecava no ligamento final, mais próximo à área. Irregular, Everton passou a jogar centralizado, sufocado pela marcação e sem conseguir criar. Pelo Caxias, Gilmar mantinha efetividade na metade ofensiva, ganhando a disputa contra Cortez.

Mas, isolado no ataque, o camisa 9 do clube da Serra não tinha um companheiro para tabela. Aos 10 minutos, sofreu falta de David Braz. Ivan cobrou alto e Bruno Ré cabeceou para fora. A resposta gremista também foi em bola parada e na sequência. Matheus Henrique foi derrubado por Tilica e deixou para Alisson fazer a cobrança. Alisson chutou com efeito, direto ao gol, mas o Pitol espalmou para fora da área. 

Na segunda parcial, o Caxias marcava maior presença na área gremista. Aos 19, Gilmar deu toque de calcanhar para Ivan, que tentou o cruzamento. A bola explodiu em David Braz e saiu pela linha de fundo. Na sequência da jogada, após o escanteio, o atacante levou a melhor sobre o zagueiro, fez a antecipação e cabeceou para fora. 

Sem nenhuma das partes balançar as redes, os treinadores mudaram aos 25 minutos – Bruninho foi lançado no lugar de Potiguar, e Lucas Silva foi substituido por Thiago Neves. No minuto seguinte, os mandantes tiveram sua melhor chance: Bruno Ré cobrou lateral para área e a bola sobrou para Tilica, que soltou a bomba. No reflexo, Vanderlei salvou o Grêmio. 

Gol na insistência

A pressão continuou e o goleiro fez novo milagre com apenas uma das mãos em chute de Bruninho, de dentro da área. Mas, após o escanteio, aos 36, Diogo Oliveira tabelou na área, dominou e chutou firme para o fundo da rede, sem chance para a o arqueiro tricolor. Menos de cinco minutos depois, Tilica aproveitou o erro da zaga gremista e cruzou para Bruninho na área, que emendou de primeira. Novamente, Vanderlei defendeu. No rebote, ele tentou o drible para cima do goleiro e busco encobri-lo, mas a bola passou liso pela pequena área.

Nos cinco minutos de acréscimo, o Grêmio até tentou, mas não conseguiu o empate. O Caxias também parecia não estar satisfeito e também procurou ir para cima e marcar o segundo. Mas o placar ficou mesmo no 1 a 0 para a festa grená na Serra. 

Gauchão – Final do 1º turno

Caxias 1
Marcelo Pitol; Ivan, Laércio, T. Sales e Juliano; Bruno Ré, Tilica, Carlos Alberto, Gilmar;  Diogo Oliveira (Baiano) e J. Potiguar (Bruninho).
Técnico: Rafael Lacerda.

Grêmio 0
Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Paulo Miranda e Cortez (Caio Henrique); Lucas Silva (Thiago Neves); Maicon (Luciano), Matheus Henrique, Everton e Alisson; Diego Souza.
Técnico: Renato Portaluppi.

Gols: Diogo Oliveira (36/2ºT)
Cartões amarelos: Gilmar, Juliano, Bruno Ré (C); Lucas Silva, Paulo Miranda, David Braz (G) 

Árbitro: Leandro Vuaden 

Auxiliar 1: Jorge Bernardi

Auxiliar 2: Luiza Reis

Árbitro de Vídeo: Igor Junio Benevenuto (MG)

Local: Centernário, em Caxias do Sul

 Correio do Povo

 

Nome:

E-mail:

Comentário:

Cidade:


Comentários


Representações BirckRepresentações Birck - 1 Filtros EuropaCotrio - Logomarca
Cotrio - LogomarcaFiltros EuropaRepresentações Birck - 1 Representações Birck