Mieth MadeirasBlumen Platz Center - Outubro de 2015Água Kangen
Por Donato Heinen. Publicado em 30/03/2020 as 20:59:52

Leite pede autonomia de prefeitos e não descarta "restrições uniformes" para regiões do RS

Governador pediu que políticos não tenham medo de tomar decisões "antipáticas" no combate ao coronavírus


Governador pediu que políticos não tenham medo de tomar decisões "antipáticas" no combate ao Covid-19 | Foto: Facebook / Reprodução / CP

Apesar de cobrar autonomia de prefeitos frente ao combate ao Covid-19, o governador Eduardo Leite afirmou que não descarta alterar decreto e estabelecer “restrições uniformes” para determinadas regiões do Rio Grande do Sul. O anúncio foi dado, na tarde desta segunda-feira, durante live na página do Facebook do governo do Estado. 

Seguindo a linha do que o governador já vem reforçando em seus últimos discursos nas redes sociais, a falta de autonomia dos prefeitos das cidades gaúchas vem fazendo com que medidas “antipáticas” – como Leite classificou – não sejam implantadas frente a necessidade do isolamento social. “Os prefeitos têm conhecimento das particularidades dos municípios para tomarem medidas mais restritivas”, disse o governador ao lembrar que estas medidas não podem depender de uma “hierarquia”. “São três entes federativos distintos com autonomia. Então, o governador não manda no prefeito”, apontou Eduardo Leite.

A cobrança por mais ação de prefeitos gaúchos veio acompanhada de um pedido de “união e solidariedade, principalmente entre os entes federativos”. Durante discurso, o governador salientou as dificuldades do Estado em determinar medidas uniformes para todo o território gaúcho. Segundo ele, elas podem vir a criar “efeitos colaterais” aos municípios. O governo estadual estuda a determinação de restrições para uma região determinada, que será estabelecida por critérios como “porte de municípios", “número de pacientes hospitalizados”, entre outros. “Não queremos conflito, mas também não um jogo de empurra”, apontou Leite.

Neste domingo, uma nota da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) pediu o reforço do isolamento social como medida mais eficaz contra a Covid-19. O documento foi assinado pelo presidente da entidade, Eduardo Russomano Freire. Nele, a entidade defendeuu que decisões como flexibilizar a abertura de serviços não-essenciais e retomar as aulas são consideradas "temeridades" e representam uma expansão acelerada do contágio. 

O governador reforçou a suspensão das aulas para as crianças e jovens da rede pública do Estado, que somam cerca de 800 mil estudantes. “Estamos falando de crianças e jovens que deixam de levar o contágio para dentro de suas residências”, destacou Leite.

Envio de EPIs ao Interior

A partir desta segunda-feira, Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) estão sendo enviados, junto ao terceiro lote de vacinas para a gripe, para as cidades gaúchas do Interior do Estado. O governador apontou que a equipe está trabalhando com a projeção de equipamentos para um mês de uso em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e Unidades Clínicas. Este montante equivale, conforme os cálculos de média de pacientes, até 628 mil aventais e 1 milhão de luvas – entre outros itens como roupas descartáveis e óculos. 

Leite também informou que o governo estadual está buscando fazer mais testes rápidos e testes PCR em pacientes com sintomas de Covid-19. 

Casos de Covid-19 no RS

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) confirmou, nesta segunda-feira, a terceira morte por Covid-19 no Rio Grande do Sul. O paciente tinha 60 anos e era natural de Ivoti, mas estava internado na cidade de Novo Hamburgo. A vítima é o empresário Luiz Alberto Anschau, de 60 anos, um dos donos da marca de sucos Petry. 

De acordo com a SES, a morte de Anschau ocorreu na noite desse domingo e o diagnóstico dele havia sido confirmado pelo Lacen/RS no sábado. O empresário tinha como doenças crônicas hipertensão e cardiopatia. As outras duas mortes pelo novo coronavírus registradas no Estado são de pacientes de Porto Alegre, com idade superior a 60 anos.

Os dados mais atualizados da Secretaria Estadual do RS dão conta de 241 casos confirmados da doença em solo gaúcho.  

Correio do Povo

 


Nome:

E-mail:

Comentário:

Cidade:


Comentários


Representações BirckRepresentações Birck - 1 Filtros EuropaCotrio - Logomarca
Cotrio - LogomarcaFiltros EuropaRepresentações Birck - 1 Representações Birck