Mieth MadeirasBlumen Platz Center - Outubro de 2015Água Kangen
Por Donato Heinen. Publicado em 06/08/2020 as 10:40:15

Grêmio bate o Inter na Arena, conquista o returno e decide Gauchão

Gols que garantiram vitória do Tricolor por 2 a 0 foram marcados por Maicon e Isaque


Maicon marcou de cabeça o primeiro gol na vitória por 2 a 0 | Foto: Mauro Schaefer

O Gre-Nal 426 foi movimentado. No retorno a Porto Alegre, uma partida aberta, com elementos que se repetem em clássicos. Com isso, melhor para Renato Portaluppi: o Tricolor manteve a tônica da temporada, ampliando para nove a invecibilidade em clássicos. A equipe jogou melhor, venceu o jogo na noite desta quarta-feira na Arena por 2 a 0, conquistou o returno do Estadual e garantiu vaga na decisão do torneio.

Os gols foram marcados no segundo tempo. Aos 4 minutos, Maicon abriu o placar. Já no fim do confronto, Isaque marcou belo gol e decidiu o confronto para o Tricolor. 

Com o título do segundo turno assegurado, o Grêmio enfrenta o Caxias na decisão do Gauchão 2020. No entanto, ainda há dúvida quanto à data da realização ou mesmo em que formato acontece a decisão, por conta do conflito de datas com o Campeonato Brasileiro, que começa neste fim de semana. A decisão será confirmada pela Federação Gaúcha de Futebol nesta quinta-feira.

Primeiro tempo movimentado, mas 0 a 0 no placar

O técnico Renato Portaluppi promoveu mudança na lateral esquerda. Recuperado da Covid-19, Bruno Cortez substituiu Guilherme Guedes, que teve boas atuações nesta retomada. No meio, Lucas Silva deixou o time para a volta de Maicon. Everton, que foi dúvida ao longo do dia por conta da negociação encaminhada com o Benfica, também foi titular. 

No Inter, sem surpresas: Coudet manteve Thiago Galhardo como companheiro de ataque de Guerrero. Na lateral direita, Rodinei substituiu o suspenso Renzo Saravia, expulso contra o Aimoré já no fim da partida. D’Alessandro, que contou com efeito suspensivo para ser relacionado no clássico, permaneceu no banco de reservas. 

Em um jogo que começou movimentado, com as duas equipes buscando agredir o adversário e pressionar a saída de bola, atacando pelos lados, a primeira chance foi do Grêmio. Aos 17 minutos, Orejuela recebeu bola na direita e avançou até a linha de fundo em velocidade. Deu um toque, adiantou e ganhou de Cuesta. No cruzamento, a bola não chegou em ninguém do Tricolor. 

O Inter respondeu e melhorou no jogo depois dos 20 minutos iniciais. Em três minutos, dos 24 aos 26, criou três chances, sempre em finalizações de fora da área. A primeira com Rodinei, obrigando Vanderlei a espalmar. Na sequência, duas finalizações pela linha de fundo, com Boschilia e Marcos Guilherme arriscando. 

Na segunda metade do primeiro tempo, o jogo seguiu corrido. As chances se empilharam para ambos os lados, em um clássico movimentado. Em finalizações, 8 a 5 em favor do Tricolor na etapa inicial. Apesar das chances, o 0 a 0 não saiu do placar. 

Grêmio marca duas vezes e conquista o título

Para a etapa final, o técnico Renato Portaluppi promoveu uma troca. A mudança foi feita em um setor em que o Grêmio sofreu no primeiro tempo. No entanto, manteve Maicon e optou por sacar Matheus Henrique para a entrada de Lucas Silva, tentando mudar as características da equipe. 

E foi justamente o volante que permaneceu em campo que abriu o placar do confronto logo no início da segunda etapa. Mas a jogada foi construída por Everton. Ele pegou na esquerda, levou para dentro e cruzou na cabeça de Diego Souza. Ele escorou do fundo em direção à pequena área, onde Maicon, também de cabeça, só complementou para o gol vazio, abrindo o placar em favor do Tricolor. 

Após o gol, o Grêmio abriu mão de atacar. O Inter passou a ficar muito mais com a bola, mas não foi exatamente uma posse produtiva. O Colorado rodou muito a bola nas intermediárias, mas sem conseguir infiltração. O Tricolor, por sua vez, optou por esperar o Inter em seu campo e escapar em velocidde, explorando especialmente Everton. 

Aos 25, a melhora e o domínio na posse de bola por parte do Inter se traduziu em chance de gol pela primeira vez. Moisés foi até a linha de fundo e fez cruzamento na medida para a área. Thiago Galhardo apareceu dentro da área como centroavante para cabecear com perigo, muito próximo do travessão de Vanderlei. 

Mas quem chegou ao gol que decidiu o confronto foi o Grêmio. Everton recebeu, deu um drible e centrou para dentro da área. Moisés, de cabeça, tentou afastar, mas deixou ela viva na entrada da área. De primeira, Isaque bateu forte, de primeira, marcando um golaço no canto direito de Marcelo Lomba. 

Depois do gol, confusão. Patrick foi tirar satisfações com Orejuela, por conta da comemoração. Houve um princípio de confusão, e Vuaden expulsou os dois envolvidos na briga. Após esfriar o confronto, não houve mais tempo para reação. Vitória do Grêmio por 2 a 0, e vaga encaminhada para decidir o Gauchão contra o Caxias. 

Campeonato Gaúcho - Final do returno

Grêmio 2 

Vanderlei, Orejuela, Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon, Matheus Henrique (Lucas Silva), Everton, Jean Pyerre (Isaque) e Alisson; Diego Souza. Técnico: Renato Portaluppi

Inter 0

Lomba, Rodinei, Fuchs, Cuesta e Moisés; Musto, Edenílson (Pottker), Marcos Guilherme (Patrick) e Boschilia; Thiago Galhardo e Guerrero. Técnico: Eduardo Coudet

Gols: Maicon (4/2T) e Isaque (36/2T)

Cartões amarelos: Boschilia, Moisés, Galhardo e Guerrero (Inter); Matheus Henrique (Grêmio) 

Cartões vermelhos: Patrick, Orejuela 

Arbitragem: Leandro Vuaden (RS) 

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)

Correio do Povo



Nome:

E-mail:

Comentário:

Cidade:


Comentários


Representações BirckRepresentações Birck - 1 Filtros EuropaCotrio - Logomarca
Cotrio - LogomarcaFiltros EuropaRepresentações Birck - 1 Representações Birck