Mieth MadeirasBlumen Platz Center - Outubro de 2015Água Kangen
Por Donato Heinen. Publicado em 14/10/2020 as 18:03:47

‘Tráfico nem devia ser crime’, diz candidato do Novo

Político elogiou decisão que determinou a libertação de André do Rap, líder do PCC condenado por tráfico de drigas


Marcelo Castro é candidato pelo Novo à Câmara dos Vereadores de São Paulo | Foto: Reprodução/Twitter

Ao menos um integrante da política partidária defendeu publicamente a decisão do ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal (STF), em libertar o traficante André do Rap, um dos líderes do Primeiro Comando da Capital (PCC). De acordo com um candidato do Partido Novo, tal questão nem deveria ser punida criminalmente.

“Tráfico nem devia ser crime”, afirmou Marcelo Castro, por meio de publicação em seu perfil no Twitter na noite de ontem. “A lei é clara: prisão preventiva por mais de 90 dias tem que ser fundamentada. Não foi. Acerta MAM [Marco Aurélio Mello]“, analisou o administrador de 31 anos que busca estrear na vida pública. Ele é candidato a vereador de São Paulo. 

Com a repercussão do posicionamento favorável a André do Rap, criminoso foragido da Justiça brasileira, Castrou voltou à rede social ontem à noite e na tarde de hoje 14) na tentativa de se explicar. Primeiramente, afirmou não ter ciência de que o bandido em questão era “chefão do PCC”. Depois, garantiu não ter defendido a facção criminosa. Por fim, voltou a indicar que o tráfico de drogas não deveria ser considerado crime. 

Revista Oeste


Nome:

E-mail:

Comentário:

Cidade:


Comentários


Representações BirckRepresentações Birck - 1 Filtros EuropaCotrio - Logomarca
Cotrio - LogomarcaFiltros EuropaRepresentações Birck - 1 Representações Birck