Mieth MadeirasBlumen Platz Center - Outubro de 2015IFF - Banner ÉTICA E FELICIDADE - 27-1-21
Por Grande Santa Rosa Notícias. Publicado em 28/01/2021 as 11:25:21

Rodrigo Maia perde o direito ao uso de jatinhos da FAB

Após 882 voos, Rodrigo Maia perde na segunda-feira o direito ao uso de jatinhos da FAB. (Foto: Reprodução)


O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, perderá na próxima segunda-feira (1°), o direito de requisitar jatos da FAB para seus deslocamentos e terá de entregar a suntuosa mansão onde mora em Brasília. Se não quiser pagar por voos particulares, terá de usar aviões de carreira para voar até sua casa no Rio de Janeiro.

Maia mantém um recorde que dificilmente será batido por qualquer outra autoridade brasileira: utilizou jatinhos da FAB para 882 viagens nos últimos anos, muitas delas para o exterior.

Maia foi acusado de usar, no mês de janeiro, jatinhos na campanha em favor do seu candidato à sucessão, Baleia Rossi.

A legislação brasileira permite que presidentes de Poder possam requisitar jatinhos da FAB, mas Maia usou a mordomia 882 vezes desde que assumiu, segundo dados do Comando da Aeronáutica.

Custos chegam a mais de R$ 6,2 milhões

Se for estimado o cálculo apenas dos últimos dois anos, ele jogou no lixo R$ 6,2 milhões em 364 deslocamentos até dezembro, sendo 147 deles de ida e volta para o Rio de Janeiro, onde tem residência. Pelos dados da FAB, calculando-se apenas custos de combustível e manutenção, foram R$ 4,3 milhões no ano passado e R$ 1,9 milhão neste ano, apesar da pandemia da Covid-19.

Mas, além do custo do jatinho que entra no orçamento da FAB, ainda tem as despesas pagas pela Câmara dos Deputados, com diárias e passagens de seguranças que seguem em avião de carreira – a equipe precursora.

Viagens internacionais

Maia requisitou ainda jatos da FAB para viagens internacionais para nove países, Nova York, Paris, Londres, Roma, Genebra, Madri, Lisboa, Dublin e Buenos Aires que custaram R$ 1,4 milhão.

O prejuízo para os cofres públicos só não foi maior, porque desde 2020, a pandemia da Covid-19 inviabilizou mais viagens internacionais de Rodrigo Maia.

A FAB não divulga os gastos com as viagens, apenas disponibiliza, no portal da transparência, a grade de requisições de voos, com o nome da autoridade que requisita, a origem e destino.

“Os custos operacionais das missões em aeronaves da FAB são classificados no grau de sigilo ‘reservado’, pois são considerados estratégicos por envolverem aviões militares”, determina a legislação.

Artur Lira dispara na disputa à Câmara

Não adiantou o atual presidente Rodrigo Maia utilizar jatinhos da FAB e colocar a máquina a serviço do candidato do grupo anti-Bolsonaro coordenado por José Dirceu, o deputado Baleia Rossi (MDB-SP): Artur Lira é o grande favorito.

Até ontem, o bloco de partidos que apoia o deputado Arthur Lira (PP-AL) somava 242 votos, cerca de 47% do total. Há uma estimativa de Lira obter cerca de 80 dissidentes do bloco de Rossi que chega apenas a 203, se contar com 100% dos deputados do MDB, DEM, PT, PSB, PDT, PV, PCdoB, o que é quase impossível.

Ou seja: se tiver 100% de fidelidade do seu bloco, ainda assim Rossi perde.

 Flavio Pereira


Nome:

E-mail:

Comentário:

Cidade:


Comentários


Representações BirckFiltros EuropaCotrio - Logomarca
Cotrio - LogomarcaFiltros EuropaRepresentações Birck