Mieth MadeirasBlumen Platz Center - Outubro de 2015
Por Donato Heinen. Publicado em 24/04/2022 as 10:51:12

Na estreia de Mano Menezes, Inter vence o Fluminense pelo Brasileirão

Com gol de Alexandre Alemão, Colorado conquistou sua segunda vitória na competição nacional


Fluminense 0x1 Inter - Ricardo Duarte / Sport Club Internacional / Divulgação

A estreia de Mano Menezes foi a melhor possível. No Maracanã, contra o Fluminense, o Inter venceu por 1 a 0, gol de Alemão, e escalou a tabela de classificação do Brasileirão após três rodadas. Mas não foi só isso: o time sob novo comando ficou todo o tempo organizado e a vitória chegou sem que Daniel precisasse fazer qualquer defesa difícil.

Confira a tabela do Brasileirão

primeira formação de Mano teve um desenho alternando do 4-2-3-1 para o 4-1-4-1. A variação era ditada por Edenilson, que ora se juntava à linha anterior, com Gabriel, ora se juntava à frente, onde estavam MauricioDe Pena e o estreante Wanderson. Como centroavante, Wesley Moraes foi o escolhido para começar. A defesa teve a dupla com Moledo Mercado.

Como foram os lances de Fluminense x Inter

E foram os dois os responsáveis pela primeira oportunidade colorada no jogo. Aos sete minutos, De Pena cobrou escanteio, Mercado desviou e Moledo, sozinho, cabeceou com displicência, perdendo uma chance claríssima.

Ouça o gol da vitória do Inter

A partida, na sequência, ficou equilibrada. O Inter chegou duas vezes em chutes de fora da área, um com De Pena outro com Edenilson. O Fluminense levou perigo em um cruzamento que Moledo afastou de rosca, por cima do travessão.

Afora isso, as defesas levaram vantagem, e o jogo não se desenrolava além do meio-campo. A bola ia de intermediária a intermediária, sem perigo aos goleiros. Prova disso é que só aos 44 o Fluminense finalizou. Willian foi lançado às costas da defesa, entrou na área sem que Mercado desse combate e cruzou. Cano bateu de primeira, mas desequilibrado, e a conclusão foi para fora.

LEONARDO OLIVEIRA

LEONARDO OLIVEIRA

A longa travessia que Mano precisa fazer começa com vitória

Depois de um primeiro tempo sob controle, mas de pouca criação, o Inter voltou para a segunda etapa com uma troca. Saiu Wesley, entrou Alemão.

E o centroavante precisou de oito minutos para fazer tudo o que seu companheiro de profissão não havia feito. Depois de uma pressãozinha inicial do Flu, mas que não chegou a obrigar Daniel a trabalhar, o Inter fez a bola chegar a De Pena pela esquerda. O uruguaio cruzou com efeito, pouco à frente da marca do pênalti. Alemão teve a fome dos centroavantes para se impor sobre Nino e desviar com a ponta da chuteira para o gol. 

Abel Braga, vendo seu time amarrado, fez duas trocas, desmanchando o sistema de três zagueiros e partindo para ter três atacantes, com a saída de David Braz para a entrada de Luiz Henrique. No Inter, um cansado Wanderson deu lugar a David.

Dez minutos mais tarde, Mano Menezes mexeu novamente. Mauricio, que também havia caído de produção, saiu para a entrada de Boschilia.

O Inter baixou as linhas e passou a esperar contra-ataques. Aos 30, veio o primeiro. Edenilson conduziu pelo meio e viu Bustos entrando pela direita. Ele passou para o lateral, que entrou na área e bateu forte. Fábio defendeu. O time gaúcho recuperou a bola, Boschilia entregou para De Pena, que arriscou da entrada da área. O goleiro voou para salvar os cariocas.

Na parte final do jogo, o Fluminense se atirou para o ataque. Abel colocou Fred para formar uma dupla de centroavantes com Cano. Do lado colorado, a última troca foi porque Edenilson chegou à exaustão, Dourado entrou.

Na base da força, o time da casa pressionou, mas o Inter soube controlar. Festa completa na estreia de Mano Menezes. Mas quase não há tempo para comemorar. Na terça-feira tem novo desafio, desta vez pela Sul-Americana, contra o Independiente Medellin. E a vitória (ou ao menos o empate) é fundamental para evitar riscos.

Ficha técnica

Brasileirão — 3ª rodada — 23/4/2022

Fluminense (0)
Fábio; Nino, Manoel (Luccas Claro, 15'/1ºT) e David Braz (Luiz Henrique, 16'/2ºT); Calegari, André, Martinelli (Fred, 33'/2ºT), Paulo Henrique Ganso (Matheus Martins, 33'/2ºT) e Marlon; Willian Bigode (Arias, 16'/2ºT) e Germán Cano.
Técnico: Abel Braga

Inter (1)
Daniel; Bustos, Moledo, Mercado e Renê; Gabriel e Edenilson (Dourado, 39'/2ºT); De Pena, Mauricio (Boschilia, 26'/2ºT) e Wanderson (David, 16'/2ºT); Wesley (Alemão, int.).
Técnico: Mano Menezes

Gols: Alemão, aos oito minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Luccas Claro, Fred, Abel Braga, Calegari, Arias (F); David, Daniel, Dourado (I)
Local: Maracanã
Público: 16.716 (14.322 pagantes)
Renda: R$ 672.727,50
Arbitragem: Bráulio da Silva Machado, auxiliado por Alex dos Santos e Thiaggo Americano Labes (trio catarinense). VAR: Emerson de Almeida Ferreira (MG)

Próximo jogo
Copa Sul-Americana — 3ª rodada
26/4/2022 — 21h30min
Independiente Medellin x Inter 
GZH


Nome:

E-mail:

Comentário:

Cidade:


Comentários


Representações BirckFiltros EuropaCotrio - Logomarca
Cotrio - LogomarcaFiltros EuropaRepresentações Birck