Mieth MadeirasBlumen Platz Center - Outubro de 2015
Por Donato Heinen. Publicado em 04/05/2022 as 05:25:32

Motorista envolvido em acidente com 7 mortos no Paraná disse não saber que tinha batido em ônibus

Cleber de Souza afirmou que chegou a parar o caminhão, viu que tinha perdido carga, mas achou que tinha 'raspado' em caminhão de porcos


Ônibus saiu da pista e parou em uma região de mata - Amanda Guedes/RPC

O motorista de caminhão Cleber Moreira de Souza, 48 anos, prestou depoimento à Polícia Civil (PC-PR após ser preso nesta segunda-feira (2) por envolvimento no acidente que matou sete pessoas e feriu outras 13 em Marechal Cândido Rondon, no oeste do Paraná.

O motorista fugiu do local do acidente. Segundo o auto de interrogatório, o homem informou lembrar de ter visto uma luz vindo na direção dele enquanto fazia uma manobra para desviar de um caminhão carregado de porcos, mas disse que não achou que tinha batido no veículo.

Ele afirmou, também, que não tinha identificado que a luz era de um ônibus. O veículo pertence à Secretaria Municipal de Saúde de Pato Bragado.

  • "Ele disse que não imaginou que teria sido algo tão grave. Um caminhão de porcos teria invadido a via da sua pista, ele pra desviar puxou o caminhão pro lado esquerdo, e pro caminhão não sair da pista ele retornou, puxando pro lado direito, quando invadiu a pista onde vinha o ônibus de Pato Bragado", explicou o delegado Rodrigo Baptista.

Ainda segundo o auto de interrogatório, Souza informou que, 300 metros após a manobra, chegou a parar o caminhão, viu que perdeu carga, mas não achou que tivesse atingido o ônibus.

No depoimento, o motorista disse que não voltou para ajudar porque achou que tinha raspado o caminhão na carreta carregada de porcos, tanto que seguiu viagem para descarregar normalmente em Marechal Cândido Rondon e recarregar o caminhão com pedras.

Afirmou, também, que se tivesse a intenção de fugir, teria tomado "outro rumo".

Autuação
O delegado informou que Souza foi autuado, em flagrante, pelos crimes de homicídio culposo na direção e por lesão corporal culposa no trânsito. Ele também foi autuado por omissão de socorro e por afastar-se do local para fugir da responsabilidade penal.

Veja, abaixo, o que diz a defesa do motorista.

  • "Independentemente dele saber ou não do fato, de ter gerado vítimas ou não, há sim um acidente culposo ali, a uma situação de crime culposo do trânsito, do Código de Trânsito. Por isso optamos em fazer o flagrante dele, tendo em vista que ele foi capturado pela Polícia Militar".

Prisão
O motorista foi preso em Mercedes, ainda no oeste do Paraná. Conforme a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), o motorista confirmou que se envolveu em um acidente. A cidade fica a cerca de 20 quilômetros de Marechal Cândido Rondon.

Após a colisão, segundo a PRE, o homem descarregou a carga de milho e carregou o veículo com pedras.

Os policiais suspeitaram do caminhão após uma pesagem feita em uma cooperativa do município de Santa Helena, onde fiscais notaram que faltava cerca de uma tonelada e meia de carga de milho.

Segundo a polícia, quando o motorista foi abordado, ele estava viajando para o Mato Grosso do Sul, Estado de onde é natural.

O que diz a defesa
O advogado de defesa do motorista, Antônio Marcos de Aguiar, informou que irá aguardar se a Justiça irá arbitrar fiança ou decretar prisão preventiva para tomar as medidas cabíveis.

Ele informou, ainda, que há boatos de que o motorista teria carregado o caminhão com pedras após o acidente para despistar a polícia, o que segundo ele é inverídico, já que o motorista faz o transporte de grãos e pedras semanalmente.

O acidente
O acidente aconteceu na PRC-467, próximo ao distrito de Iguiporã, no interior de Marechal Cândido Rondon. O ônibus saiu da pista e parou em uma região de mata, por volta das 6h.

Fonte: G1 


Nome:

E-mail:

Comentário:

Cidade:


Comentários


Representações BirckFiltros EuropaCotrio - Logomarca
Cotrio - LogomarcaFiltros EuropaRepresentações Birck