Mieth MadeirasBlumen Platz Center - Outubro de 2015
Por Donato Heinen. Publicado em 04/05/2021 as 10:43:02

Deputados federais gaúchos gastaram R$ 3,3 milhões com aluguel de carros em 27 meses

Nereu Crispim (PSL) foi o recordista e só Fernanda Melchiona (PSOL) não tem gastos com locação de veículos


Na esteira da polêmica causada pela revelação da revista Crusoé, sobre o aluguel de uma BMW pelo deputado federal Bibo Nunes (PSL-RS), a coluna resolveu conferir quanto cada deputado federal do Rio Grande do Sul gastou com locação de veículos desde a posse. No total, foram R$ 3.328.105,64 entre fevereiro de 2019, e abril deste ano. Somando-se os gastos com táxi, pedágio e estacionamento, o total descontado da cota parlamentar chega a R$ 3.476.239,19. Não está nessa conta o valor gasto em combustível. 

O campeão absoluto de gastos com veículos é Nereu Crispim (PSL), com R$ 250,3 mil, mais R$ 5,3 mil com estacionamento, táxi e pedágio. Logo depois vem Danrlei de Deus (PSD), com R$ 220,2 mil só em locação de veículos.


Apesar do simbolismo de ter alugado um carro de luxo com dinheiro público  —  e justificado que esse é o seu padrão de vida — , Bibo não está entre os que mais gastam. No ranking, é o 21º, com R$ 79,2 mil em locação de veículos, mais R$ 3,2 mil com táxi, pedágio e estacionamento.  

Procurado pela coluna, Bibo repetiu o que disse à Crusoé e declarou que escolheu a BMW porque o carro está no seu "padrão de vida". Antes do veículo que usa atualmente, o parlamentar chegou a locar um Jeep Compass e um Toyota Corolla, mas disse que não se adaptou aos veículos.

 — Os carros que tenho há mais de 20 anos são BMW, Mercedes, Porsche... Eu pago menos (na BMW, ano 2017) do que outros deputados, que alugam um Corolla 2021. Eu entrei na política para perder. O meu eleitor me conhece e sabe quem sou  — disse Bibo.

O deputado também disse desconhecer a ligação de Joel Novaes da Fonseca, assessor especial do presidente Jair Bolsonaro, com a locadora de automóveis da qual é cliente:

 — Eu nunca vi esse cara, não sei o nome dele e nem o nome da locadora. Quem alugou o carro foi minha secretaria de Brasilia e o critério foi o custo - declarou Bibo.

A conta sobre o gasto com automóveis inclui os 31 deputados eleitos e os dois suplentes que exerceram o mandato por determinado período. Ronaldo Santini (PTB) ocupou até março a cadeira de Covatti Filho (PP), que se licenciou para assumir a Secretaria da Agricultura, e gastou R$ 195 mil em aluguel de carros. Covatti  ainda não tem gastos lançados na rubrica “locação de veículos”. Darcísio Perondi (MDB) assumiu a vaga de Osmar Terra no período em que ele foi ministro. Juntos, os dois gastaram R$ 76,8 mil, o que equivale ao 22º lugar no ranking.

Na ponta de baixo, a campeã de economia é Fernanda Melchionna (PSOL), que não alugou carros desde que assumiu o mandato e gastou apenas R$ 62,31 com táxi. Como isso foi possível?

—  Eu não deduzo mesmo. Pego muito Uber e acabo pagando do meu bolso. Às vezes algum companheiro vai me buscar. Pego muita carona. Muitas vezes, o Issac, que trabalha comigo, me leva em reuniões. Aí, sim, pago a gasolina e deduzo da cota, mas de Uber nunca pedi  ressarcimento  —  relatou a deputada.

Confira a lista de gastos entre fevereiro de 2019 e abril de 2021:

 GZH


Nome:

E-mail:

Comentário:

Cidade:


Comentários


Representações BirckFiltros EuropaCotrio - Logomarca
Cotrio - LogomarcaFiltros EuropaRepresentações Birck