Mieth MadeirasBlumen Platz Center - Outubro de 2015
Por Donato Heinen. Publicado em 10/06/2021 as 20:10:42

Petistas querem mudar nome da Câmara contra “machismo”

Deputadas se queixam de referência masculina em "Câmara dos Deputados"


Deputada Gleisi Hoffmann Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

As deputadas petistas Gleisi Hoffmann (PR) e Erika Kokay (DF) apresentaram requerimento para a alteração do nome da Câmara dos Deputados, com a alegação de que a referência é masculina. “Câmara Federal” é o novo nome proposto para substituição.

De acordo com as parlamentares, o objetivo é combater o “machismo estrutural”. No entanto, conforme norma da Língua Portuguesa, o “gênero neutro” é o masculino, ao passo que a palavra “deputados” também abrange as deputadas. 

– Não há outra razão, a não ser o machismo estrutural, que justifique que, em pleno Século 21, a Câmara ainda seja conhecida como Câmara dos Deputados, a despeito de as mulheres representarem a maioria da população brasileira e do enorme esforço da justiça eleitoral brasileira e, até mesmo, dos organismos internacionais e dos tratados firmados pelo país em prol da inclusão da mulher – argumentam as deputadas.

Elas afirmam no texto que a linguagem exclui as mulheres.

– Pretendemos alcançar tal propósito a partir do uso de uma linguagem que desfaz a referência de discriminação ou exclusão de mulheres em favor de uma designação que expressa um lugar para todas e todos.

A proposta foi encaminhada para ser discutida dentro da PEC (proposta de emenda à Constituição) 125/2011, que trata da reforma política. A medida ainda aguarda despacho do presidente da Câmara, Arthur Lira.

A íntegra do requerimento pode ser visualizada neste link. 

Pleno News

 


Nome:

E-mail:

Comentário:

Cidade:


Comentários


Representações BirckFiltros EuropaCotrio - Logomarca
Cotrio - LogomarcaFiltros EuropaRepresentações Birck