Mieth MadeirasBlumen Platz Center - Outubro de 2015Diel & Werlang advogadosBanner Tchê Milk - 14-10-22ESTOFARIA DO MÁRCIO
Por Donato Heinen. Publicado em 24/09/2022 as 22:13:54

Inter perde para o Corinthians e é vice-campeão do Brasileirão Feminino

Com o 4 a 1 sobre as Gurias Coloradas, as "Brabas" conquistaram o tetracampeonato, em partida que teve recorde de público


Corinthians conquistou seu terceiro título nacional seguido André Ávila / Agencia RBS

De toda forma, foi histórico. Pela primeira vez, um time gaúcho chegou à final do Brasileirão Feminino e fez frente ao Corinthians. Mas não foi o suficiente. Diante dos mais de 40 mil torcedores que se fizeram presentes na Arena Itaquera, as Brabas venceram o Inter por 4 a 1, neste sábado (24), e se tornaram tetracampeãs. Às Gurias Coloradas, fica o vice, R$ 500 mil e a vaga na Libertadores de 2023. Sorriso abriu o placar para as gaúchas, mas Jaqueline, Diany, Vic Albuquerque e Jheniffer marcaram para as donas da casa.

Como foi o Brasileirão Feminino 2022

O capítulo mais importante da história delas começou a ser escrito da forma mais dramática possível. Pressionado pelo Corinthians, o Inter demonstrava nervosismo e não conseguia se impor. As Brabas aproveitavam-se disso e, logo no terceiro minuto, estufaram as redes. Gabi Portilho cruzou e Gabi Zanotti mandou de cabeça para o gol, após falha da zaga do Inter. Seria um banho de água fria nas gaúchas. Isso se o VAR não interferisse e marcasse falta na meia Maiara na origem do lance. Gol anulado. Placar zerado. E Gurias Coloradas mais atentas. 

Na sequência, o Corinthians ainda teve bola na trave, em cabeceio de Jheniffer. Mas quem marcou foi o Inter. 

Aos 13 minutos, na bola parada que tanto ajudou o time colorado durante a temporada, veio o primeiro gol da partida. Duda Sampaio cobrou escanteio, a bola ficou viva na grande área para que Lelê desse o último passe e servisse Sorriso. A zagueira artilheira (que chegou ao quarto gol no Brasileirão) balançou as redes e fez a alegria dos mais de 500 colorados que estavam na Arena Corinthians. 

Se terminasse assim, o título era das Gurias Coloradas. Mas o Corinthians não aceitava a sua primeira derrota em Itaquera. Aos 17, Tamires recebeu de Adriana e tentou o empate, mas parou em May. Porém, cinco minutos depois, Yasmim fez cruzamento perfeito para que Jaqueline mandasse de primeira para a rede. Tudo igual em São Paulo. 

E seguiria assim até os 47 minutos da etapa inicial. Em jogada ensaiada, Tamires cobrou escanteio curto e Gabi Portilho fez o cruzamento para que Diany mandasse, de cabeça, para a rede. A virada das Brabas antes do intervalo. 

— É um lance que treinamos muito, não podemos pecar. Mas temos todo o segundo tempo para virar o jogo e sair daqui com esse resultado positivo para levar o título para o Sul — disse a zagueira Sorriso na saída para o vestiário. 

Como foram os lances de Corinthians x Inter

Só que não deu tempo da reação. Logo no primeiro minuto da segunda etapa, Tamires lançou e Gabi Portilho cruzou rasteiro para que Vic Albuquerque mandasse para a rede sem chances para a goleira May. 3 a 1. Era o tetra do time paulista. 

Maurício Salgado até tentou dar ânimo novo ao time colorado. Isa Haas e Bia Gomes substituíram Sorriso e Maiara, respectivamente, aos oito minutos. Mas também não foi suficiente. 

MARCOS BERTONCELLO

MARCOS BERTONCELLO

O recorde de público em Corinthians x Inter e a questão da Seleção Feminina

O quarto do Corinthians quase veio aos 17. Jheniffer e Gabi Portilho venceram a marcação e saíram juntas na cara da meta colorada. A goleira May saiu para fazer a defesa, mas a bola foi pela linha de fundo. As Brabas seguiam querendo mais. Gabi Portilho, Vic Albuquerque e Jheniffer tentavam, sem sucesso.  

O Inter não conseguia levar qualquer perigo ao adversário. A bola sequer chegava no campo ofensivo. Percebendo a dificuldade, Maurício Salgado ainda lançou Priscila a campo, no lugar de Eskerdinha. Mas nem a estrela da atacante foi suficiente para reverter o resultado e trazer o inédito título a Porto Alegre. 

Minutos antes de a árbitra assinalar o final da partida, quando a torcida do Corinthians já comemorava o título, o telão anunciara um novo recorde de público no futebol feminino brasileiro. Eram 41.070 pessoas na Arena acompanhando a decisão do Brasileirão.

Antes da partida ser encerrada, as Brabas ainda fizeram o quarto. Jheniffer recebeu cruzamento na grande área e sacramentou o título das paulistas. 

DIOGO OLIVIER

DIOGO OLIVIER

As bravas e pioneiras Gurias Coloradas

As Gurias Coloradas tentaram. Não desistiram até o término do jogo. Millene Fernandes e Lelê tiveram oportunidades de descontar nos minutos finais, mas ambas mandaram por cima da meta adversária. Não teve jeito de acabar com a hegemonia corintiana. A tarde terminou com mais um título das Brabas.

Ficha técnica

Corinthians 3x1 Inter
Brasileirão Feminino - final (volta)

CORINTHIANS
Lelê; Diany, Andressa (Tarciane, INT), Yasmim e Tamires; Gabi Zanotti (Gabi Morais, 30'/2º) e Vic Albuquerque; Gabi Portilho (Juliete, 39'/2º), Jaqueline, Adriana e Jheniffer. Técnico: Arthur Elias.

INTER
May; Capelinha (Tamara Bolt, 36'/2º), Bruna Benites, Sorriso (Isa Haas, 8'/2º) e Eskerdinha (Priscila, 25/2º); Ju Ferreira, Duda Sampaio e Maiara (Bia Gomes, 8'/2º); Fabi Simões, Millene Fernandes e Lelê. Técnico: Maurício Salgado.

GOLS: Sorriso (I), aos 13 minutos, e Jaqueline (C), aos 22, e Diany (C) do primeiro tempo; Vic Albuquerque (C), ao 1º minuto, e Jheniffer (C), aos 45, do segundo tempo.
CARTÕES AMARELOS: Jaqueline, Vic Albuquerque e Jheniffer (C); Sorriso, Fabi Simões e Capelinha (I).
ARBITRAGEM: Charly Wendy Straub Deretti (SC), auxiliada por Leila Naiara Moreira da Cruz (DF) e Fernanda Nândrea Gomes Antunes (MG). O trio é Fifa. VAR: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (Fifa-MG).
PÚBLICO TOTAL: 41.070.
PÚBLICO PAGANTE: 40.691.
RENDA: R$ 900.981,00.
LOCAL: Arena do Corinthians, em São Paulo. 


GZH


Nome:

E-mail:

Comentário:

Cidade:


Comentários


Representações BirckFiltros EuropaCotrio - Logomarca
Cotrio - LogomarcaFiltros EuropaRepresentações Birck